Páscoa Anta Gorda RSS Destaques

18ª edição da Via Sacra de Anta Gorda ocorre no dia 30

Evento ocorre nesta sexta-feira (Foto: Divulgação)

Desde 2001, o município de Anta Gorda realiza a encenação da Paixão e morte de Jesus Cristo e neste ano não poderia ser diferente. A Via Sacra inicia na subida do Morro Girotto, ao lado do Hospital Padre Catelli, a partir das 18h45min, do dia 30 de março. O trajeto tem cerca de um quilômetro de subida. Em torno de 3.500 pessoas são esperadas para o evento.

A encenação é realizada por 80 figurantes, jovens, adultos, idosos e crianças que pertencem ao Grupo de Apresentação da Via Sacra (GAV) de Anta Gorda. São atores amadores que incorporam o verdadeiro espírito da Páscoa para transmitir um sentimento de paz, amor, perdão, caridade, verdade e vida.

“Eu tive a ideia levada do período do Seminário. Criei e editei um espetáculo religioso junto com o GAV. Em seguida, o Grupo de Jovens da comunidade e as entidades foram assumindo as estações da Via Sacra, e isso foi se solidificando”, comenta o diretor Xico Frighetto.

O diretor destaca que a apresentação é um espetáculo artístico religioso e não puramente um espetáculo teatral. As cenas serão reais e cada uma delas mostra o que Jesus fez por nós. “Neste ano as cenas estão mais resumidas, com um novo formato na apresentação, mas na essência mostram a mesma mensagem, pois é um espetáculo religioso. Claro que sempre temos surpresas nas cenas finais, muito embora a abertura será muito linda, na primeira estação ao pé do morro”.

A apresentação envolve a comunidade, entidades e outros grupos que se unem para transmitir uma mensagem de vida nova, que deve emocionar e empolgar a todos. “Acredito que estou fazendo minha parte para mostrar ao povo que aquela mensagem de mais de 2.000 anos, que ainda ecoa no universo, é uma mensagem de Paz, amor, vida nova que Jesus pregava, e hoje estamos pregando, mostrando que após 2.000 anos ainda se fala Nele, naquele homem que foi capaz de até mudar calendário. Deixamos aqui um convite à comunidade regional para que se faça presente, pois terão a rara oportunidade de ver, reviver e acompanhar de perto os passos dolorosos de Jesus”, destaca o diretor.

Texto: Elisangela Favaretto/Portal Região dos Vales