RS RSS Eventos Cruzeiro do Sul

1º Arraiá no Parque foi sucesso de público

Organizadores avaliam evento para possíveis melhorias para 2019 (Foto: Jean Hinterholz)

No domingo, dia 1º de julho, o município de Cruzeiro do Sul, por meio da Secretaria da Educação Cultura e Esportes (Smece) e Departamento do Meio Ambiente, realizou, nas dependências do Parque Poliesportivo, no Centro da cidade, o 1º Arraiá no Parque. A secretária da Smece, Anelise Assmann, a Nega, se mostra extremamente satisfeita com o público que esteve presente no evento. “Tivemos um dia maravilhoso. As famílias comparecerem e realmente prestigiaram as atrações oferecidas. Não temos com exatidão, mas calculamos cerca de duas mil pessoas no Parque. A venda de alimentos também foi expressiva”, analisa. Dentre as atrações do Arraiá no Parque estavam: brinquedos para as crianças; tenda com produtos típicos; chimarreada; e apresentação da peça teatral “As aventuras de Fortúnio”, do grupo A Turma do Dionísio, da cidade de Santo Ângelo. A peça de humor aborda a produção, reciclagem e reaproveitamento do lixo. No mesmo dia também houve o recolhimento de material inutilizado – eletrônicos; óleo de cozinha usado; pilhas e baterias; e lâmpadas fluorescentes. A equipe do Meio Ambiente registrou o descarte vários materiais. O resultado final ainda está sendo contabilizado. Além disso, foram doadas mais de 100 mudas de espécies nativas.

Entre o final da tarde e início da noite ocorreu o desfile de lanternas – abertura feita pelo Grupo de escoteiros Centauro – e posteriormente foi acesa a fogueira, a qual tinha em torno de 15 metros de altura. “Imaginávamos que depois o acendimento da fogueira as pessoas iriam embora, mas para a nossa surpresa muitas famílias ficaram e seguiram aproveitando o local, que contou com um dia de clima bastante agradável”, observa Nega. Anelise lembra que a equipe fará uma reunião para avaliar o evento num todo. “Estamos certos de que foi um sucesso, contudo sempre precisamos melhorar algo. Entre os ajustes para o próximo está o setor de alimentação, onde por momentos registramos muita demanda e a geração de filas”, conclui.

Texto: Ascom Cruzeiro do Sul