Cultura Destaques Teutônia

1º Fórum Estadual de Bandas, Corais e Orquestras encerra com avaliação positiva

Durante o Fórum, Teutônia mostrou sua riqueza cultural

Evento ocorreu nos dias 13 e 14 de abril, no Colégio Teutônia, e foi marcado por painéis, debates e palestras, instigando músicos, maestros e produtores culturais para articulações e captação de recursos

Após uma programação intensa de painéis, oficinas, palestras e debates, o 1º Fórum Estadual de Bandas, Corais e Orquestras encerrou no início da noite deste domingo, dia 14 de abril, com avaliação positiva. Em torno de 120 participantes de pelo menos 22 municípios gaúchos participaram, em algum momento, do evento, que evidenciou a riqueza cultural de Teutônia e do Estado. O evento encerrou com Teutônia mostrando, novamente, porque é a Capital Nacional do Canto Coral, com a apresentação do Coral Municipal Infanto-Juvenil.

Conforme o presidente do Conselho Estadual de Cultura, Marco Aurélio Alves, o Fórum foi rico nas abordagens feitas. “Foi um momento em que construímos uma ponte para aquilo que queremos como política pública para estes setores. Tivemos vários momentos. Um foi de formação especial para maestros e regentes. Tivemos a prática de captação de recursos e elaboração de projetos; a visão sobre a importância da mídia e das empresas; a visão do projeto social; e a visão dos projetos do futuro. Tivemos um panorama muito bom e amplo de tudo que diz respeito ao setor”, afirma.

Alves ainda acrescenta que do Fórum sairão resultados positivos para o Estado. “Gradativamente vamos começar a sentir os reflexos, a eficácia e a eficiência do que foi debatido neste final de semana. Gostei de ver a pluralidade de opiniões e, como ficou evidente na palestra do Evandro Matté, depende de nós lutarmos e pleitearmos as políticas públicas para os corais, bandas e orquestras. O local escolhido para o evento foi mais que acertado. A receptividade da cidade também nos encantou. Todos saem encantados com o que aconteceu neste final de semana em Teutônia”, enaltece.

O presidente do Conselho já sugere que, no próximo ano, se mantenha a 2ª edição do evento no final de semana antes da Páscoa, novamente em Teutônia. “Sugerimos que a cidade se envolva ainda mais. Aqueles que participam direta ou indiretamente de corais, bandas e orquestras estão convidados a estarem presentes neste importante momento. Este final de semana foi um estímulo para aperfeiçoarmos ainda mais este evento, onde Teutônia mostrou a sua importância no âmbito cultural do Estado”, frisa.

O secretário interino de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer de Teutônia, Jean Marcos Galvão, ressalta o que o evento marcou um marco para o município. “Atraímos o olhar de todo o Estado para as questões abordadas no fórum, ao mesmo tempo em que mostramos a nossa riqueza cultural como cidade que canta e encanta e como Capital Nacional do Canto Coral. As discussões que foram feitas nestes dois dias evento agregarão, de uma forma ou de outra, nos trabalhos realizados por cada participantes. Para Teutônia, sediar, anualmente, este fórum irá aprimorar, inclusive, o riquíssimo trabalho já feito no município”, sublinha.

O prefeito, Jonatan Brönstrup, enaltece que o evento oportuniza a discussão constante para que políticas públicas sejam aplicadas em bandas, corais e orquestras, ao mesmo tempo em que buscará a maior valorização dos profissionais destes três segmentos. “O evento tratou aquilo que Teutônia tem em seu DNA. Então, quando oportunizamos momentos como este fórum, estamos valorizando toda a nossa riqueza cultural”, afirma.

O Fórum teve como objetivo a formação e o debate de ações no âmbito cultural, para permitir a instrumentalização de maestros, produtores culturais e músicos para articulações de formações e captação de recursos, para que se tenha avanços no setor. O evento foi uma realização do Conselho Estadual de Cultura e da Prefeitura de Teutônia, através da Secretaria de Juventude, Cultura, Esporte e Lazer. A promoção foi do Sindicato dos Músicos do Rio Grande do Sul, Federação dos Coros do Rio Grande do Sul (Fecors) e da Associação de Bandas do Rio Grande do Sul. O apoio foi da Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa), Fábrica do Futuro e Orquestra Villa Lobos.

 

CRÉDITOS DO TEXTO: Édson Luís Schaeffer
Assessoria de Imprensa Prefeitura de Teutônia