Rural Bom Retiro do Sul

2º Encontro de Sementes Crioulas reúne produtores em Bom Retiro do Sul

Com o tema “Através da educação, valorizar o passado e garantir o futuro”, o 2º Encontro de Sementes Crioulas de Bom Retiro do Sul reuniu mais de 100 pessoas – entre produtores, extensionistas da Emater/RS-Ascar, lideranças e representantes de entidades – para uma tarde de troca de experiências, de partilha de sementes e de mudas crioulas, de reflexão e de apresentações culturais. O objetivo do encontro, realizado nesta quarta-feira (10/07), no salão da comunidade de Pinhal, foi o de promover o resgate das sementes crioulas, garantindo a manutenção das variedades disponíveis.

Na ocasião foram dois os relatos de experiências. No primeiro deles, a supervisora da Escola Estadual de Ensino Fundamental (EEEF) Pinhal, Carline Gauer, destacou os vários projetos que são realizados no educandário, com o envolvimento de alunos de diversas séries. Entre eles, destacam-se ações para valorização e preservação das abelhas, para elaboração de composto orgânico para utilização na horta e no pomar da escola e para o cultivo de milho pipoca. “Até o final do ano estará em andamento ainda, um projeto que busca identificar e cultivar as plantas alimentícias não convencionais”, salienta Carline.

Em um segundo momento, a diretora da Escola Júlio de Castilhos de Taquari, Sirlei Marques, apresentou o projeto de sementes crioulas que é desenvolvido na instituição e que visa a estimular os estudantes para a valorização dos saberes populares, com vistas a multiplicar as ações voltadas à produção orgânica e de resgate e multiplicação de matrizes no meio rural. “Essa é uma forma de potencializar o espaço da escola para o estímulo a uma produção mais limpa, promovendo a sucessão rural e que vai na contramão de um sistema hegemônico que não olha com atenção para a agricultura familiar”, ponderou a diretora.

Ambas as iniciativas são apoiadas pela Emater/RS-Ascar, que disponibiliza seus técnicos para o acompanhamento das atividades. Para o supervisor da Emater/RS-Ascar, Álvaro Mallmann, destacam-se as ações em parceria, que tem se ampliado nos mais variados municípios do Vale do Taquari. “E, nesse sentido, o que se observa é a manutenção da biodiversidade, que permanece na mão do agricultor”, avalia. Para Mallmann, para além da simples “troca de sementes”, eventos do tipo fomentam a troca de informação, resgatando conhecimentos que talvez pudessem ser esquecidos pelas próximas gerações.

Além de Mallmann, o evento contou com a presença de outras autoridades, como o prefeito de Bom Retiro do Sul, Edmílson Busatto, o presidente da Regional Sindical Marcos Hinrichsen e a representante da Comissão`Pastoral da Terra, Oldi Jantsch (conhecida como Tiririca). O encontro foi promovido pela Emater/RS-Ascar, Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), Prefeitura de Bom Retiro do Sul, Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente, EEEF Pinhal e Comissão Pastoral da Terra. Na ocasião também houve mostra e comercialização de produtos das agroindústrias familiares do município.

 

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar – Regional Lajeado
Jornalista Tiago Bald