Artigos - Política

“A lista do fim do mundo desta semana ” – por Fredi Camargo

Cientista Político Fredi Camargo (Foto: Divulgação)
Cientista Político Fredi Camargo (Foto: Divulgação)

A divulgação da lista de investigados na nova fase da Lava-jato (esta frase se repete já há algum tempo) na última terça-feira, dia 11 de abril, foi chamada por muitos como a “lista do fim do mundo”. Mas aí eu pergunto: que mundo está acabando? Ou, melhor ainda, será que está acabando mesmo?

Comecemos pela primeira pergunta. Temos um “mundo” paralelo ao nosso, cidadãos comuns, que existe no país. É o mundo dos corruptos, que durante décadas neste país se locupletaram com as grandes empreiteiras, surrupiaram o dinheiro público que deveria retornar em bons serviços e obras ao povo mas que serviram para diversos fins como vemos dia após dia. Um mundo literalmente de faz de conta onde nós somos iludidos diariamente com a conversa do trabalho pelo povo.

É o mundo de pessoas e empresas que hoje são investigadas, julgadas e condenadas pelas safadezas que aos poucos vemos a justiça desvendando e tornando de conhecimento público. Diria que é o mundo da fantasia, onde políticos de todos os partidos, juízes, servidores públicos, empresários, enfim, um bando de caras de pau das mais variadas funções profissionais que de vez em quando aparecem na mídia condenando companheiros (nunca essa expressão caiu tão bem) de atividade por supostas falcatruas como se não estivessem, estes mesmo condenadores, envolvidos no sistema podre que rege a política brasileira.

Mas este mundo que se referem ter chegado ao fim é, sem dúvida, diferente do nosso, um mundo onde o pobre, o trabalhador de classe média, o pequeno empreendedor, o cidadão que sustenta financeiramente todo o “outro mundo” praticamente não existe e não tem voz. Mas uma coisa é verdade, no mundo real, de pessoas que tentam melhorar de vida de forma digna, pessoas que sofrem na falta de hospitais, famílias que buscam segurança para viverem em paz, cidadãos que querem um país descente e igualitário, ninguém está perdendo o sono com a “lista do fim do mundo” a não ser por indignação e raiva dessa classe que nos rege.

Vê-se, portanto, que o mundo só está chegando ao fim com a última lista da Lava-jato para quem, diferente de quem ainda pensa numa vida honesta, viveu o tempo todo num outro nível social que só sofre por causa de uma prática política corrupta e fétida que tivemos que sustentar a vida inteira.

Minha sugestão? Que acabe este mundo para todos que estão lá, que não haja reeleição, que os bons paguem pelos maus, que a faxina seja geral, mesmo sabendo que nosso povo não terá esta consciência no ano que vem. É um sonho. Nada mais do que isso.

Em relação à segunda pergunta, respondo: não, infelizmente não está chegando ao fim este mundo. O porquê tentarei explicar na próxima semana. Se o mundo não acabar até lá.

Boa semana!
Fredi Camargo – Cientista Político
Contato: cc.consultoria33@gmail.com