Negócios Encantado

ACI-E comemora 81 anos nesta quarta-feira

Nos últimos dias, fachada da sede recebeu logomarca e letreiro

A Associação Comercial e Industrial de Encantado (ACI-E) comemora nesta quarta-feira, dia 2 de setembro, 81 anos de fundação. Atualmente, a entidade conta com cerca de 300 associados, entre empresas, empresários, profissionais liberais e empreendedores.

Nos documentos oficiais de 1939 encontram-se referências sobre a origem da então Associação Comercial de Encantado (A.C. Encantado), motivada pela vontade dos comerciantes locais de se unirem para tratar assuntos de interesse geral, não somente aqueles ligados a empresas, mas também da comunidade encantadense e regional. O primeiro presidente foi David Pio De Nes, proprietário de uma Casa Comercial. A diretoria contava ainda com Heitor Alexandre Peretti e Francisco Romano De Nes.

Vinte e nove empresários ocuparam a função de presidente da diretoria da ACI-E até 2019, ano em que houve a mudança do estatuto e a gestão da Associação passou a ser feita pelo Conselho Deliberativo (11 membros), Conselho Fiscal (4 integrantes) e pelo Conselho Consultivo dos ex-presidentes. Coube ao Conselho Deliberativo escolher, entre os próprios membros, o presidente e a vice: Rafael Fontana e Maria Cristina Castoldi, respectivamente.

Entidade estruturada

Fontana salienta que, ao longo do tempo, o trabalho voluntário de lideranças que ocuparam funções de diretoria e o engajamento dos associados contribuíram para que a ACI-E se tornasse uma organização estruturada. Ao mesmo tempo, fortalecida pelos princípios do associativismo, a entidade tem se mostrado capaz de liderar movimentos de transformação junto à sociedade onde está inserida. O exemplo, segundo o presidente, é o atual cenário da pandemia, quando diversas ações de apoio aos associados e à comunidade tiveram de ser agilizadas.

“Como seria se não tivéssemos uma entidade consolidada, sólida e fortalecida, que pudesse agir rapidamente nesse momento? Quando falamos de associativismo temos que nos dar conta que é uma dedicação voluntária de muitas pessoas que precisam manter a entidade preparada e pronta para agir, sobretudo, em momentos dramáticos como esses que estamos vivendo. E a ACI-E tem conseguido cumprir esse papel”, comenta Rafael Fontana. “O associativismo é o caminho para que a gente possa nos unir, ganhar força e poder realmente fazer transformações que a sociedade precisa. Quem faz a Associação são as pessoas que se envolvem com ela. Quanto mais pessoas engajadas, mais força para se alcançar os objetivos. Nessas oito décadas de existência, participamos diretamente de muitas conquistas para o nosso município. Precisamos continuar avançando, atuando energicamente para proporcionar um ambiente propício de empreendedorismo e, assim, mais desenvolvimento econômico e social para todos”.

Proximidade com o associado

A executiva da ACI-E, Bernardete Rissi, considera a relação de proximidade entre entidade e associado fator preponderante para o fortalecimento da Associação. “Não existe entidade forte com associados fracos. A força do empreendedor e empresário encantadense é o grande segredo da nossa ACI-E, que completa 81 anos mais ativa do que nunca”, comenta.

Embora considere necessário intensificar a narrativa sobre a importância do associativismo empresarial para empreendedores e empresários, como forma de promover a transformação das realidades para melhor, Bernardete chama a atenção para conquistas protagonizadas pela ACI-E que trouxeram benefícios para a comunidade. “Todo cidadão encantadense, por exemplo, se sente mais protegido com o sistema de videomonitoramento Encantado Alerta, um projeto executado com a participação e contribuição fundamental da ACI-E. Ou percebe que empresas associadas a nossa entidade encontram espaços férteis para aumentar suas redes de relacionamentos e espaços propícios para novos negócios. A ACI-E possui um universo de oportunidades para todo tamanho de empresa e profissional liberal”, acrescenta.

 

Conselho Deliberativo

Álex Sandro Herold (Herold & Casaril Advogados SS);

André Ricardo Bergamaschi (Orgatec Escritório Contábil Ltda.);

Evandro Klein (Beneficência Camiliana do Sul – Hospital);

Gilberto Antônio Piccinini (Cooperativa Dália Alimentos Ltda.);

Maria Cristina Buffon Castoldi (Cristel Sistemas de Comunicação Ltda.);

Rafael Luiz Fontana (Lume Organização de Eventos Ltda);

Renata Casagrande Galiotto (Ciamed Distribuidora de Medicamentos Ltda.);

Ricardo Alves de Moraes (Baldo S/A);

Ricardo Fontana (Fontana S/A);

Roberto Scorsatto (Sicredi Região dos Vales);

Tiago Fachinetto (Di Hellen Indústria de Cosméticos Eireli);

 

Conselho Fiscal

Amarilida Miria Dacroce (titular) (Giordani e Cia Ltda.);

Victorio Armelindo Alba (titular) (Dominium Informática Ltda.);

Vitor Antônio Fontana (titular) (Sicredi Região dos Vales);

Roque Luiz Malaggi (suplente) (Malaggi Contabilidade Ltda.).

 

Você sabia?

– A Suinofest, uma das maiores festas gastronômicas do RS, desde 2002 é administrada pela ACI-E;

– Em 2014, a empresária Renata Casagrande Galiotto torna-se a primeira mulher a assumir a presidência da entidade;

– Em 2015 é inaugurada a sede própria, no centro da cidade. Hoje, o prédio é identificado como Centro Empresarial ACI-E;

– Em 2017, entra em funcionamento o projeto de videomonitoramento (Encantado Alerta), uma das grandes bandeiras da ACI-E, com a instalação de câmeras de segurança em diversos pontos da cidade;

– Em 2018, ACI-E e Univates firmam parceria para a instalação do Polo EAD Univates na sede da entidade;

– Dois núcleos setoriais estão em atividade: o SuperAção, núcleo de mulheres empreendedoras (16 associadas), e o Saúde do Vale, núcleo de Saúde e Segurança do Trabalho (11 associados).

 

 

Assessoria de Imprensa ACI-E