Saúde RS RSS Mato Leitão

Adolescentes devem ficar atentos para a vacinação HPV

A vacina é feita em duas doses, com intervalo de 6 meses (Foto: Reprodução/Google)

A vacina contra o HPV (Papilomavírus humano) faz parte do calendário de rotina disponível nas unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). A vacina é feita em duas doses, com intervalo de 6 meses, em meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Informações na Unidade Básica de Saúde (UBS) Central.

É importante alertar que a cobertura vacinal só está completa com as duas doses, por isso quem tomou a primeira dose deve voltar aos postos após seis meses. Desde setembro, o Ministério da Saúde vem divulgando a vacinação do HPV. A preocupação é grande com a cobertura vacinal, pois o índice de cobertura vacinal com a segunda dose está em 41,8% para meninas e 13% para meninos, no Brasil.

Aqueles que estão fora da faixa etária citada e fizeram a primeira dose do HPV, devem completar o esquema de 3 doses, com intervalo de 6 meses entre as doses. A vacina previne 70% câncer do colo útero, 90% câncer anal, 63% do câncer de pênis, 70% dos cânceres de vagina, 72% dos cânceres de orofaringe e 90% das verrugas genitais.

Além disso, as vacinas HPV protegem contra o pré-câncer cervical em mulheres de 15 a 26 anos, associadas ao HPV 16/18. A vacina é segura e não aumenta o risco de eventos adversos graves, aborto ou interrupção da gravidez.

Texto: Ascom Mato Leitão