Saúde RS RSS Destaques Lajeado

Alegria para o tratamento: educador físico estuda efeitos de projeto no HBB

Rieger como Chocolate: levando alegria para quem está em tratamento (Foto: Divulgação)

Duas vezes por semana, pacientes internados no Setor H7 do Hospital Bruno Born (HBB), de Lajeado, têm bons motivos para ficar mais animados: é quando a presença de integrantes do projeto “E seu sorrir?”, mantido pela Univates, leva diversão e risos para os corredores do espaço destinado a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Os resultados destas ações foram objeto de estudo de Roger Rieger (27), diplomado do curso de Educação Física da Univates, em seu trabalho de conclusão de curso (TCC). Rieger é um dos “clowns”, como são chamados os integrantes do projeto.

“Realizei o curso Clown em 2017, e me formei como ‘Chocolate’. Realizo atuações e faço parte da coordenação”, conta. O interesse em realizar o estudo surgiu durante algumas atuações. “Percebíamos muitos elogios e positividade no trabalho, e pensávamos em como mostrar isso para as pessoas. Conversei com alguns mestres e a ideia foi evoluindo.”

Para Rieger, o projeto tem o lado humano como o centro da ação. “O olhar sem diferenciação, o carinho, a atenção. Vê-lo como profissional de Educação Física me faz refletir e pensar que toda e qualquer pessoa precisa de profissionais da área da saúde mais sensíveis, empáticos, pois é essencial o bom trato com paciente ou qualquer pessoa. O Clown, com toda certeza, me tornou um profissional e uma pessoa muito mais humana, sensível.”

Participaram do estudo 95 pacientes e 144 acompanhantes, sendo realizados 127 atendimentos. O trabalho apontou que, em diversos casos, as visitas causaram diminuição da dor e de alguns sentimentos desagradáveis como o estresse, a tristeza e o medo. Foram duas visitas semanais, durante dois meses. Foi avaliado o estado de humor dos pacientes antes e após as visitas, e a diferença entre os dias que recebiam ou não a visita dos integrantes do projeto.

Texto: Ascom HBB