Artigos - Saúde e Bem-estar

“Alimentação e Imunidade” – por Daiane Begamaschi

daiane-bergamaschi-nutricionista-pos-graduada-em-gestao-da-qualidade-no-processamento-de-alimentos

Será que os alimentos contribuem para o aumento da imunidade e consequentemente, para o fortalecimento do organismo e prevenção de gripes, resfriados e outras doenças?

A resposta é sim! De fato, escolhas alimentares corretas auxiliam e muito combatendo e impedindo a proliferação dos agentes causadores, como os vírus e bactérias, sendo que desde os primeiros anos de vida, no qual o recém-nascido é mais vulnerável às infecções, é fundamental a proteção conferida pela amamentação.

Um fator agravante é a queda de temperatura, estamos no outono e em breve no inverno, que é uma estação do ano que nos deixa ainda mais suscetíveis às infecções respiratórias, por isso, o cuidado deve ser redobrado, para evitar os sintomas mais comuns, como cansaço, dor de garganta, febre, calafrios, náuseas, vômitos e diarreias.

Um ponto importante é que grande parte do nosso sistema imunológico é formado no intestino, onde ocorre nossa maior produção de anticorpos, sendo assim para ter um bom sistema imunológico devemos ter um bom funcionamento intestinal.

Mas, quais alimentos nos auxiliam neste processo?
O maior segredo é a variedade e o equilíbrio, pois não é um alimento específico consumido isoladamente que aumentará a imunidade. Se mantivermos o consumo regular de vitaminas, minerais, fibras e uma boa dose de hidratação, nosso corpo, consequentemente se tornará mais resistente. Uma boa sugestão é deixar o prato mais colorido possível!

Alimentos fontes de vitamina C, como laranja, limão, goiaba, manga, acerola, e morango são antioxidantes, e protegem as células do sistema imunológico, assim como os carotenóides, que também são agentes antioxidantes, e estão presentes principalmente na abóbora, cenoura, mamão, manga, couve, pimentão vermelho, melancia, beterraba, tomate, brócolis, pêssego, gema de ovo, dentre outros.

Zinco é o nutriente responsável pela formação do sistema imunológico, e sua falta no organismo pode provocar alteração na sensibilidade dos sabores, queda de cabelo, dificuldade de cicatrização e até problemas de crescimento e desenvolvimento nas crianças. Está presente principalmente na carne bovina, nas amêndoas, amendoim, nozes, feijão e sementes de abóbora.

Alimentos como o alho, gengibre e cebola também auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico.
Em contrapartida, a baixa imunidade está relacionada com dietas ricas em açúcares e gorduras, dietas muito restritivas, estar com baixo ou excesso de peso, ao excesso de álcool, estresse e sedentarismo.

É importante frisar que o jejum de mais 4 horas aumenta o hormônio cortisol, que baixa a imunidade, então, uma alimentação com horários definidos também favorece o nosso organismo. Diante destas informações, invista nos alimentos que realmente podem auxiliar no combate à baixa imunidade!

Daiane Bergamaschi – Nutricionista Pós-graduada em Gestão da Qualidade no Processamento de Alimentos