Brasil RSS Eventos Destaques

“Alma e Coração”, música-tema dos Jogos Rio 2016, ganha videoclipe com Thiaguinho, Projota e atletas mirins

Projota e Thiaguinho filmam videoclipe de "Alma e Coração" no Engenhão (Foto: Rio 2016/Paulo Mumia)
Projota e Thiaguinho filmam videoclipe de “Alma e Coração” no Engenhão (Foto: Rio 2016/Paulo Mumia)

O atleta mirim Antônio Marcelo Machado Corrêa, de 10 anos, pratica futebol e atletismo quatro vezes por semana e ainda arranja tempo para um curso de coroinha nos sábados e domingos, no bairro fluminense do Estácio, onde mora com os pais. Ele pisou pela primeira vez no Estádio Olímpico (Engenhão) no mês passado e foi direto para a pista, recém-reformada. Antônio correu, dançou e ainda imitou seu grande ídolo, Usain Bolt. Tudo registrado pelas câmeras como parte do videoclipe da música-tema dos Jogos Olímpicos Rio 2016, “Alma e Coração”, que foi lançada neste domingo (3). O garoto é uma das quatro crianças cheias de potencial esportivo que estrelam o vídeo, inspirado em suas vidas reais. Participam também uma boxeadora do Vidigal, um nadador do Jardim Botânico e uma ginasta de Santa Teresa, todos entre 10 e 12 anos. “Daqui a uns anos, meu sonho é competir aqui”, disse Antônio, ao lado da mãe, entre uma cena e outra no estádio.

“Alma e Coração”, com letra de Léo da Baixada, Victor Reis e Rodrigo Marques, foi produzida pela dupla Tropkillaz, formada pelos DJs brasileiros André Laudz e Zé Gonzalez. Quem canta e estrela o videoclipe são o rapper Projota e o pagodeiro Thiaguinho, dois gêneros musicais que, combinados, resultam numa pegada bem popular. Os dois gravaram no Estádio Olímpico antes de Antônio, tanto na pista de aquecimento fechada quanto na principal.

“Quando artistas de estilos diferentes se juntam, a gente promove uma mistura de pessoas, de raças, de religiões, de escolhas de vidas. Eu gosto disso”, disse Projota, paulistano de 30 anos que lançou no mês passado seu segundo álbum, “3Fs”. “Eu escolhi o rap, o Thiaguinho escolheu o samba, mas nós dois escolhemos a música. Tem muito mais coisa que nos une do que nos separa.” Esta é a primeira vez que Projota canta uma música que não é de sua autoria.

“É um trabalho diferente, mas peguei para mim a composição, é muito parecida com o que eu faço e gostaria de falar”, disse. “É uma mensagem de superação, de levantar a autoestima das pessoas. De correr, lutar e fazer acontecer.” Thiaguinho, entre uma selfie e outra com funcionárias do estádio, conta que tem uma família bastante esportiva. Também já “sonhou ser jogador de futebol”, e os pais são professores de educação física.

“Sou muito fã de esporte, ensina muito pra gente, dá oportunidade para as pessoas competirem de igual pra igual, independente da sua situação financeira, do PIB do seu país. E ensina que tem dia que você vai ganhar e tem dia que você vai perder, como na vida”, disse o cantor paulista de 33 anos, ex-Exaltasamba e que já gravou com Gilberto Gil, Ivete Sangalo e até mesmo com o jogador Neymar, seu amigo. “A música tem a cara do Brasil. É sobre lutar, conquistar e se entregar, de alma e coração.” Além do Estádio Olímpico, do Vidigal e da praia do Leblon, o videoclipe foi rodado também na Arena Olímpica e no Parque Aquático, palcos dos Jogos Rio 2016. “São locações que, pelo menos no mundo do videoclipe, seriam impossíveis de conseguir autorização, ainda mais nesta época”, disse o diretor do clipe, Fred Ouro Preto. “Foi surreal gravar aqui no Engenhão.”

Para cantar junto

A seguir, veja a letra da canção, de autoria de Léo da Baixada, Victor Reis e Rodrigo Marques

ALMA E CORAÇÃO

Eu sei o que eu quero pra vida, pois nada vem fácil, irmão,
Sem o suor, o valor da conquista permanece em vão.
Sempre é hora pra fazer algo melhor acontecer,
E a sua hora vai chegar… (Agora é pra valer!)

Um mundo novo só de gente boa
Esse é o meu lugar
Não nasci ontem não, sigo nessa missão,
E assim eu vou chegar.

Fazer acontecer, lutar e conquistar,
Mantenho a fé pra caminhar, e assim eu vou
O o o o. O o o o,
De alma e coração.

A vida não é brincadeira, não marco bobeira,
eu cheguei pra ficar,
Acredito que tudo tem hora,
tem o seu momento e tem o seu lugar.
Pois errar faz parte, evoluir é arte,
basta acreditar, depende de você.

Texto: Ascom Rio 2016