Vale do Taquari Turismo

Amturvales e Nomas capacitam condutores

Grupo de 34 alunos participou do Curso de Competências Básicas de Condutores de Turismo de Aventura – Divulgação

Cursos fazem parte do processo de ordenamento turístico na região do entorno da Ferrovia do Trigo

 Um grupo de 34 alunos, dos municípios de Muçum, Vespasiano Corrêa, Dois Lajeados e Guaporé, participou, durante o mês de agosto, do Curso de Competências Básicas de Condutores de Turismo de Aventura. A capacitação faz parte do processo de ordenamento turístico na região do entorno à Ferrovia do Trigo e teve como instrutor Luis Marcelo Rodrigues, técnico especialista da ABNT em Sistemas de Gestão de Segurança para o Turismo de Aventura – ISO 21101 da empresa Nomas – Descobrir é Preciso. No mesmo mês, também ocorreu o Curso de Primeiros Socorros em Ambientes Naturais, ministrado pelos Bombeiros de Encantado.

Estes cursos fazem parte de um processo de ordenamento da visitação das áreas que ficam próximas aos viadutos e túneis. Eles foram propostos pela Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales) e são executados pela Nomas, já que uma pesquisa revelou haver falta de informações sobre as visitações ao Viaduto 13, Pesseguinho e Mula Preta, levando a um turismo desordenado e sem a segurança necessária. A intenção das capacitações é evitar, especialmente, que os turistas caminhem pelos trilhos – o que é proibido -, mas conheçam os arredores, por meio de trilhas e caminhadas.

Os cursos são específicos para credenciamento de condutores locais de turismo de aventura e foram ministrados de acordo com as normas da ABNT, principalmente a ISO 21101 (Sistemas de Gestão da Segurança), ISO 21103 (Informações para Participantes) e ABNT NBR 15285 (Competência de Condutores – Líderes). No último sábado, 29, também foi iniciado um trabalho de assessoria técnica para desenvolvimento de protocolos do condutor local, formatação de roteiros guiados e planos de atendimento a emergências. Ainda serão realizadas palestras que vão tratar sobre sistemas de gestão da segurança e preservação do patrimônio cultural para o desenvolvimento turístico.

O fechamento deste trabalho será a assinatura de um termo de referência, que será oficializado pela Amturvales no mês de setembro. Os condutores serão credenciados e autorizados com exclusividade para atuarem nas áreas que circundam os atrativos da região dos túneis e viadutos.

Para o presidente da Amturvales, Leandro Arenhart, esse trabalho é necessário pois ocorria um turismo sem nenhum tipo de controle e segurança na região dos túneis e viadutos. “Neste curso, capacitamos os participantes a fazer um turismo receptivo, com orientação e fiscalização. Queremos que os visitantes fiquem mais tempo no local, usufruam da região, façam trilhas, caminhadas, conheçam as cascatas, os empreendimentos. Assim teremos um turismo ordenado e os turistas poderão conhecer muito mais do local, que tem belezas que vão muito além do que apenas subir no viaduto, o que ocorre hoje”, observa Arenhart