Social Vale do Taquari

Amvat completa 58 anos em defesa do Vale do Taquari

Prefeitos foram ao Procon para reivindicar melhorias nos
serviços de telefonia

Entidade conta com 36 municípios filiados e tem sua sede administrativa em Estrela

Fundada em 4 de novembro de 1961, a Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), formada por 36 municípios, está completando 58 anos. A assembleia de fundação foi realizada na Câmara de Vereadores de Encantado, quando os prefeitos e representantes dos municípios presentes – Encantado, Lajeado, Arroio do Meio, Bom Retiro do Sul, Estrela, Muçum e Roca Sales – aprovaram o estatuto e elegeram por unanimidade, como primeiro presidente da então “Comissão Executiva”, o prefeito daquele município, Francisco Borsatto Filho. Chamada Associação dos Municípios do Alto Taquari”, posteriormente a Amvat teve alterada a denominação para Associação dos Municípios do Vale do Taquari.

Uma das primeiras demandas, conforme registros na ata de fundação, foi uma proposição no sentido de “padronização dos impostos municipais”, o que seria discutido num segundo encontro dos chefes dos Executivos municipais, depois de levantamento que seria feito em todas as prefeituras. Outro tema debatido “longamente”, conforme registro, foi a respeito da suinocultura.

Até o ano 2000 a administração da entidade era feita na cidade do prefeito que a presidia. Em 2001 a sede administrativa foi transferida para as dependências da Univates, que cedeu espaço para que ali funcionasse, estreitando-se a parceria da Amvat com as instituições e com entidades regionais como o Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat) e outras. Desde 2010 tem sua sede em Estrela, em prédio cedido pelo município, com espaços adequados para a realização de suas atividades, reuniões e assembleias gerais.

Ao longo dos anos, a associação teve papel importante na defesa dos interesses do Vale. Em 2009, por exemplo, a partir de mobilização iniciada na entidade, que contou com apoio de demais organizações regionais, foram garantidos recursos para a duplicação da BR-386, trecho de 33 quilômetros entre Tabaí e Estrela. Depois de intensa movimentação e pressão política, foram garantidos, por meio de emenda da bancada federal gaúcha, os recursos necessários para o início das obras, que ocorreu em novembro de 2010.

Atualmente a Amvat é presidida pelo prefeito de Teutônia, Jonatan  Brönstrup. “A Amvat é uma entidade que congrega os verdadeiros desafios do Vale”, diz Brönstrup, destacando a importância do trabalho de todos os presidentes e demais prefeitos em defesa dos interesses regionais.

“Um Vale forte se faz com municípios fortes, com entidades fortes, com parcerias com entidades e instituições representativas como Codevat, CIC-VT e tantas outras”, enfatiza Brönstrup. Neste ano, segundo ele, houve diversos e importantes debates relacionados à energia e telefonia, mas também questões como educação, saúde, segurança, produção primária e turismo, importantes para as comunidades como um todo.

 

Presidentes AMVAT – 1961 a 2019

1061, 1962, 1963 – Francisco Borsatto Filho – Encantado
1964, 1965 – Dalton de Bem Stumpf – Lajeado
1966 – sem registro
1967 – sem registro
1968 – sem registro
1969, 1970 – Bertholdo Gausmann – Estrela
1971, 1972 – Rubem Feldens – Cruzeiro do Sul
1973, 1974, 1975 –Evaldo Zílio – Encantado
1976 – Alípio Hüffner – Lajeado
1977 e 1978 – Darci José Corbellini – Lajeado
1979 – João Batista Gasparotto – Arroio do Meio
1980, 1981 – Hélio Musskopf – Estrela
1982, 1989 e 1990 (janeiro a julho) – Humberto Chittó – Muçum
1983, 84 e 85 – Adroaldo Conzatti – Encantado
1986 e 1987 – Moacir Lanzini – Roca Sales
1988 – Arnesto Dalpian – Arroio do Meio
1990 (Agosto a dezembro) e 1991 – Paulo Steiner – Arroio do Meio
1992 – Jandir Passaia – Putinga
1993 e 1994 – Günther Ricardo Wagner – Estrela
1995 e 1996 – Leopoldo Pedro Feldens – Lajeado
1997, 1998 e 2000 – Leonildo José Mariani – Estrela
1999 e 2004 – Jatir José Radaelli – Relvado
2001 – Ricardo José Brönstrup – Teutônia
2002 e 2006 – Sérgio Reginatto Velere – Arvorezinha
2003 – Ernani Althaus – Paverama
2005 – Danilo José Bruxel – Arroio do Meio
2007 – Paulo Gilberto Altmann – Imigrante
2008 – Vanderlei Antonio Moresco – Anta Gorda
2008 – 4 de junho a 5 de outubro – Marcelo Portaluppi, Vespasiano Corrêa
2009 – José Luiz Cenci – Fazenda Vilanova
2010 – Paulo Cezar Kohlrausch -Santa Clara do Sul
2011 – Sérgio Marasca – Westfália
2012 – Ivo dos Santos Lautert – Taquari
2013 – Edegar Cerbaro – Progresso
2014 – Sidnei Eckert – Arroio do Meio
2015 – Valnei Cover – Dois Lajeados
2016 – Sérgio Maraca – Westfália
2017 – Carlos Rafael Mallmann – Estrela
2018 – Marcelo Caumo – Lajeado
2019 – Jonatan Brönstrup – Teutônia

 

 

Assessoria de Imprensa