Brasil RSS Destaques Geral

Ano começa com bandeira tarifária verde; informa Aneel

bandeira-tarifaria1
As cores verde, amarela ou vermelha indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade (Foto: Divulgação)

Mantida a bandeira tarifária verde para o mês de janeiro deste ano. A definição foi feita pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que indicou a ausência de custo para os consumidores em razão de condições hidrológicas favoráveis. O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o gasto real da energia gerada e possibilita o uso consciente desse recurso.

O funcionamento das bandeiras tarifárias é simples: as cores verde, amarela ou vermelha indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade. As bandeiras sinalizam, mês a mês, o custo de geração da energia elétrica que será cobrada dos consumidores.

Conforme relatório do Programa Mensal de Operação (PMO) do Operador Nacional do Sistema (ONS), o Custo Variável Unitário (CVU) ficou abaixo de R$ 211,28 por megawatt-hora (R$/MWh). Nesse contexto, o valor da térmica acionada ficou em 128,65 R$/MWh.

Confira abaixo as faixas de acionamento vigentes:

Bandeira verde
CVU da última usina térmica a ser despachada for inferior ao valor de 211,28 R$/MWh;

Bandeira amarela
CVU da última usina térmica a ser despachada for igual ou superior a 211,28 R$/MWh e inferior a 422,56 R$/MWh

Bandeira vermelha
Patamar 1: CVU da última usina térmica a ser despachada for igual ou superior a 422,56 R$/MWh, e inferior ao valor de 610,00 R$/MWh.
Patamar 2: CVU da última usina térmica a ser despachada for igual ou superior ao valor de 610,00 R$/MWh.

Texto: Agência CNM, com informações da Aneel