Artigos - Desenvolvimento Rural

“APL de Agroindústrias Familiares do Vale do Taquari: uma breve apresentação” este é o artigo da gestora do APL Vanessa Daltoé

 

dsc011791Ao me apresentar como Gestora do APL de Agroindústrias Familiares do Vale do Taquari (APL AF VT) é praticamente unanime a pergunta: “Mas o que é o APL?”. Ao deduzir reações semelhantes, sinto-me no compromisso de, brevemente, conceituar o Arranjo Produtivo Local e apresentar o nosso APL do Vale do Taquari. Um Arranjo Produtivo Local (APL) é caracterizado por um conjunto de empresas, produtores e instituições situadas em um mesmo território, que participam de uma mesma cadeia produtiva, com produtos semelhantes, que utilizam insumos e tecnologias em comum, e que mantêm vínculos de cooperação pois necessitam de informações sobre os mesmos mercados. A participação no APL apresenta vantagens à medida que aproxima as empresas de instituições públicas e de pesquisa, estimulando a interação entre elas. A democracia na tomada de decisões e ações de cooperação entre o grupo, são também algumas das vantagens proporcionadas pela participação no APL.

Na região, o APL AF VT atua desde 2013 e compreende 13 municípios (Anta Gorda, Arvorezinha, Coqueiro Baixo, Dois Lajeados, Doutor Ricardo, Encantado, Ilópolis, Muçum, Nova Bréscia, Putinga, Relvado, Roca Sales, Vespasiano Corrêa). Atualmente, o APL AF VT tem a participação de 64 agroindústrias e 30 instituições do poder público, da sociedade civil e de pesquisa que atuam com o objetivo de promover o desenvolvimento regional através da coordenação de ações e apoio à execução de projetos de soluções coletivas.

Nas agroindústrias, os produtores carregam, em sua maioria, o saber-fazer herdado de seus antepassados, os imigrantes italianos, alemães e açorianos que colonizaram a nossa região, e repassam parte dessa história aos produtos; enquanto agroindústria familiar, a matéria-prima utilizada é cultivada pelos próprios agricultores em suas propriedades; a produção, em menor escala, confere características específicas de produtos artesanais, com sabor da casa de vó; alguns são empreendedores, inovam em sabores, e elaboram produtos a partir de ingredientes locais ou ainda pouco convencionais, conquistando novos clientes pela curiosidade e fidelizando pela qualidade dos produtos. Incentivar a manutenção dessas características peculiares e buscar a valorização junto ao mercado consumidor, é um dos desafios do APL AF VT.

Os produtos elaborados refletem ainda a diversidade atribuída ao Vale do Taquari, enquanto região produtora de alimentos. São exemplos: conservas, compotas, chimias (doces cremosos), geleias, melado, rapadura, açúcar mascavo, cachaça, sucos integrais, vinhos, legumes congelados, polenta congelada, farinha de milho, farinho de trigo, erva-mate, salame, torresmo, copa, queijo, massas, biscoitos, pães, cucas, bolos, e muito, muito mais (mesmo).

A história, a identidade, a diversidade, os saberes e os sabores: De modo breve, isso é uma pequena parte do APL AF VT. As ações e os projetos desenvolvidos são histórias para os próximos capítulos!

Abraços, e até a próxima!

Vanessa Daltoé – Tecnóloga em Agropecuária com ênfase em Agroindústria