Política Santa Clara do Sul

Aprovado reajuste aos servidores públicos

Revisão salarial de 5% concedida ao funcionalismo público vale a partir de 1º de março

Vereadores aprovaram três projetos na sessão da semana passada, dia 20 de fevereiro

Os vereadores aprovaram três projetos na sessão da semana passada, dia 20 de fevereiro. Um deles fixa o padrão básico de referência salarial dos servidores públicos municipais em R$ 720,80 a partir de 1º de março, o que representa um reajuste de 5%. A revisão também se estende aos inativos e conselheiros tutelares.

Para a apuração do percentual, tomou-se como base a média de variação dos índices de 2018. O reajuste está de acordo com a recomendação da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), que sugere cautela aos gestores nas revisões salariais e outros benefícios, indicando, preferencialmente, a utilização dos índices de variação do INPC e IPCA, que foram respectivamente de 3,43% e 3,75%.

Da mesma forma, foi aprovada a matéria de autoria do Legislativo que fixa em 5% o percentual de revisão dos subsídios dos agentes políticos (prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores) do município, assim como a remuneração dos servidores públicos da Câmara a partir de março.

Por fim, os vereadores autorizaram o Executivo a custear despesas com a participação dos clubes esportivos do município na 3ª Taça Integração de Futebol Amador. O projeto prevê o repasse de até R$ 3,8 mil por agremiação para custeio da arbitragem.

Pronto Socorro do HBB

Helena Herrmann (MDB) falou sobre a reabertura do Pronto Socorro (PS) do Hospital Bruno Born (HBB), de Lajeado. Porém, informou que neste momento os pacientes de Santa Clara do Sul não estão sendo atendidos diretamente no setor de emergência da casa de saúde. Segundo a vereadora, em março deve ser feito um novo contrato da prefeitura com o hospital para definir quais serviços serão disponibilizados ao município. Hoje os pacientes são levados à UPA, que faz o encaminhamento ao PS em caso de necessidade.

A vereadora também destacou o retorno das aulas ocorrido na semana passada. Conforme ela, a rede municipal de ensino tem 700 alunos, dos quais 271 estudam na Emei e 429 nas escolas de Ensino Fundamental. “Todos os colégios municipais possuem turno integral, o que requer um quadro grande de funcionários. Hoje também são exigidos profissionais para atuar nas áreas da nutrição, psicopedagogia, coordenação pedagógica, fonaudiologia”, frisou.

Da mesma forma, Helena ressaltou as reformas realizadas nas escolas durante o período de recesso escolar num investimento municipal de aproximadamente R$ 40 mil. Entre os programas desenvolvidos na grade curricular se destacam o Jovem Empreendedor Pequenos Passos (JEPP), a Escola da Inteligência e as hortas orgânicas. A exemplo de anos anteriores, também foi realizada formação dos professores visando ao início das aulas. Em 2018, o custo médio mensal por aluno foi de R$ 750.

Por fim, a vereadora aproveitou o momento para convidar a todos para prestigiarem a rodada de abertura da 3ª Taça Integração, ocorrida domingo, dia 24, na sede esportiva do Cruzeiro de Nova Santa Cruz. De manhã teve jogo de veteranos e à tarde, duas partidas pelo campeonato: Nacional de Forquetinha x Minuano de Canudos do Vale e EC Cruzeiro de Nova Santa Cruz x XV de Novembro de Sério.

Helena lamentou o fato de não ter ocorrido o campeonato amador de Santa Clara do Sul, mas reconhece a dificuldade das entidades esportivas conseguirem pessoas voluntárias que se dediquem aos clubes do interior.

Rafael Simonis – (51) 99965-7663
Assessoria de Imprensa Câmara de Santa Clara do Sul