RS RSS Destaques Geral Imigrante

Artesãs começam a se preparar para eventos

 Artesãs discutiram sobre peças artesanais que irão simbolizar o município em eventos (Foto: Divulgação)
Artesãs discutiram sobre peças artesanais que irão simbolizar o município em eventos (Foto: Divulgação)

As artesãs de Imigrante estiveram reunidas no início do mês de dezembro com as equipes da Emater/RS Ascar e do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS).

Na oportunidade foram apresentadas e discutidas ideias de peças artesanais para simbolizar o município de Imigrante, em eventos, festas, exposições e feiras.

Para comemorar os 30 anos de Imigrante, será realizada em maio de 2018 a 3º Expofesta e o grupo está trabalhando para apresentar as habilidades que possuem em crochê, pintura em tecido, macramê, bordado, patchwork, bijus, reciclagem, bonecas, artesanato de natal e páscoa, artesanatos em MDF, palha de milho, fibra de bananeira e diversos outros trabalhos manuais confeccionados pelas artesãs.

Para o ano de 2018 serão promovidas oficinas para aprimorar os trabalhos das artesãs, bem como oficinas que inovem as técnicas e valorizem o artesanato típico rural através da matéria-prima cultivada e existente. A intenção é promover a organização do grupo de artesãs para que tenha o seu próprio espaço de venda e possa divulgar seus trabalhos em eventos e na vinda de excursões nos roteiros turísticos.

Conforme a extensionista da Emater de Imigrante, Nair Kunzler Massotti, o artesanato tem como perspectiva estimular e promover o desenvolvimento de potencialidades artísticas e culturais, proporcionando ao artesão a qualificação profissional e a busca de mercados para a comercialização dos seus produtos.

“Os trabalhos manuais, são importantes na vida das pessoas, porque deixa estas ativas, ocupadas, desenvolve o trabalho em grupo, e é uma alternativa de renda. Além disso, é uma terapia, faz bem para saúde física e mental, desenvolve o raciocínio, a criatividade, a coordenação motora”, explica ela.

Texto: Ascom Imigrante