Variedades Alimentação Saúde RS Eventos Geral

Assiferto RS cria espaço para discussão sobre agricultura orgânica

Assiferto organiza um seminário estadual para divulgar o setor

Um passo importante no fortalecimento do setor de reciclagem de resíduos é disponibilizar de forma estratégica a importância da agricultura orgânica para a sociedade e o seminário permite essa interação, além da divulgação para os mais diversos públicos. Foi pensando nisto que os filiados da Associação das Indústrias de Fertilizantes Orgânicos do Rio Grande do Sul resolveram organizar o evento voltado para os multiplicadores de informação.

O assunto foi o tema central da primeira reunião do ano da entidade realizada nesta quinta-feira (20), na Vida Desenvolvimento, em Eldorado do Sul, uma das filiadas. O presidente da entidade, Ito José Lanius defendeu que é preciso valorizar quem trata os resíduos de forma certa. “As empresas associadas utilizam os mais variados processos de reciclagem, mas vale destacar que após a industrialização, os resíduos retornam ao ciclo produtivo sem impacto ambiental, e dessa forma colaboram para o aumento de renda do setor agropecuário.”

Assiferto organiza um seminário estadual para divulgar o setor

O evento, que deve ocorrer no dia 10 de setembro deste ano, reunirá especialistas no tema, além de órgãos públicos e privados. O seminário estadual ainda está na fase de planejamento e estudos. A Assiferto entrou em contato com a Universidade do Vale do Taquari (Univates) para disponibilizar a infraestrutura da instituição, além disso vai buscar apoio junto ao Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA), Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), secretarias de Meio Ambiente e Infraestrutura e de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Emater, Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famrus) e Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS).

Depois do encontro, os associados fizeram uma visita técnica na empresa que tem mais de 30 anos de atividades no setor.

 

Crédito: Simone Wobeto