RS RSS Obras Imigrante

Beneficiários do Minha Casa Minha Vida reuniram-se com a ACOMBA

A reunião teve como principal finalidade esclarecer dúvidas sobre o programa e sobre as próximas etapas da obra (Foto: Luise Tombini/Divulgação)

As cinquenta famílias imigrantenses beneficiárias do Programa Minha Casa Minha Vida – Entidades (PMCMV-E) estiveram reunidas com representantes da Associação Comunitária dos Moradores do Bairro Aparecida (ACOMBA), na quinta-feira, 19 de julho, no Ginásio Municipal de Imigrante.

A reunião teve como principal finalidade esclarecer dúvidas sobre o programa e sobre as próximas etapas da obra.

A ACOMBA já executou outros empreendimentos do Minha Casa Minha Vida do Ministério das Cidades e, portanto, está habilitada para executar projetos como o de Imigrante.

Entre os membros da entidade estão engenheiros, assessor jurídico, gestor ambiental, e contador. Há também as comissões para acompanhar e fiscalizar o andamento das obras. O Conselho de Representantes do Empreendimento e Conselho de Acompanhamento de Obra compostas por representes da ACOMBA e de beneficiários.

O dinheiro oriundo do Ministério das Cidades está sendo depositado em uma conta da Caixa Econômica Federal (CEF), específica para o empreendimento. Após cada etapa da obra, serão realizadas as medições, que se aprovadas pela CEF, só terão o pagamento liberado com o aval dos integrantes da comissão.

Dessa forma, serão realizadas reuniões periódicas com os beneficiários para prestar contas e garantir a transparência do empreendimento.

O prefeito Celso Kaplan também esteve presente no encontro. Explicou que o andamento da obra é de responsabilidade da entidade, mas colocou a equipe do município à disposição para auxiliar e esclarecer qualquer dúvida que os beneficiários tiverem.

Outra questão, colocada pelo Chefe do Executivo, é de que o recurso para as obras de infraestrutura que são de responsabilidade da municipalidade, estão depositados em uma conta específica conforme exigência da CEF, o que garante o andamento do projeto.

Texto: Ascom Imigrante