Venâncio Aires Solidariedade RS RSS

Campanha “Imposto do Bem” conquista mais de R$140 mil

O resultado foi comemorado pelo Secretário da Fazenda Eleno Stertz que acredita que ao final neste ano o resultado será ainda maio (Foto: Divulgação)

Em 2017, Venâncio Aires que poderia destinar mais de R$1 milhão as entidades assistenciais através do Imposto de Renda, doou apenas cerca de R$40 mil. Visto isso, a Prefeitura juntamente com a Associação dos Contabilistas e a Delegacia do CRC criaram uma campanha para estimular a doação de 6% por contribuinte até o final de dezembro. A campanha intitulada “Imposto do Bem” foi lançada no início do mês e em poucos dias conseguiu conquistar mais de R$140 mil.

O resultado foi comemorado pelo Secretário da Fazenda Eleno Stertz que acredita que ao final neste ano o resultado será ainda maior. “Daremos continuidade em 2019, com ações previstas para março e abril buscando doações na declaração de ajuste anual e após novamente em novembro e dezembro”. Do valor, R$100 mil foram doados para o Fundo Municipal do Idoso e outros R$ 42.230,00 para o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica).

Com um pouco mais de 10 dias de atuação, a campanha buscou impulsionar que as pessoas físicas deduzissem até 6% do IR devido para doações. Os interessados tinham até o dia 29 de dezembro para depositar o valor na conta de uma das entidades. “Desta forma deixamos em Venâncio Aires o nosso Imposto, senão ele vai para o bolo em Brasília e volta aos poucos para a nossa cidade. Esta é uma boa maneira de ajudarmos os nossos órgãos que atuam em prol das crianças, dos adolescentes, idosos e da cultura”, disse Stertz.

O lançamento da campanha, ocorreu no dia 14 de dezembro e reuniu lideranças, contadores, empresários e representantes de entidades na sala de reuniões do Gabinete. No site da Prefeitura de Venâncio Aires há uma página dedicada para a campanha com todos os passos para participar e ainda uma calculadora que ajuda o cidadão a calcular o valor do imposto que pode ser doado.

Texto: Ascom Venâncio Aires