Saúde Brasil RSS

Câncer é a principal causa de morte em 10% dos Municípios

A mortalidade por câncer cresce no Brasil, de acordo com dados do Observatório de Oncologia do movimento Todos Juntos Contra o Câncer, em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM). Em 2015, foram registradas mais de 209 mil mortes pela enfermidade no Brasil – um aumento de 90%, se comparado a 1998, quando foram registrados quase 111 mil óbitos pela doença.

O câncer figura como principal causa de morte em 516 dos 5.570 Municípios brasileiros. A doença avança no Brasil ano após ano e, caso a trajetória seja mantida, em pouco mais de uma década, as chamadas neoplasias serão responsáveis pela maioria dos óbitos em todo o país.

Segundo o relatório, o crescimento das mortes por neoplasias foi quase três vezes mais rápido do que o aumento dos óbitos provocados por infartos ou derrames. Dos 516 Municípios, 80% está no Sul (275) e Sudeste (140), enquanto o Nordeste concentra 9% (48); o Centro-Oeste, 7% (34); e o Norte, 4% (19).

Os dados revelam as localidades onde o câncer aparece como principal causa de morte. A maior parte está localizada em regiões mais desenvolvidas, justamente onde a expectativa de vida e o Índice de Desenvolvimento Humanos são maiores.

Perfil

Com base no Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Sistema Único de Saúde, em 2015, a maioria dos óbitos foi entre homens (57%). Em 21 Municípios, não houve qualquer registro de óbitos entre mulheres. Elas são maioria apenas em Mato Grosso do Sul e no Ceará. Somente em 62 Municípios as mortes registradas foram iguais para ambos os sexos.

Metade dos óbitos se concentra entre 60 a 69 anos (25%) e de 70 a 79 anos (25%). Em segundo lugar, aparece o grupo com mais de 80 anos (20%). Jovens de até 19 anos somam 19% dos óbitos no mesmo período.

Texto: Ascom CNM