Social Encantado

Castração dos animais começa em Encantado

Teve início neste mês de outubro a castração dos animais pertencentes às famílias registradas no CRAS e das famílias afetadas pela enchente. Os procedimentos estão sendo feitos em clínicas do município interessadas e aptas a realizá-los, conforme chamamento público.

Além de serem castrados, os animais estão sendo chipados (recebendo um chip). O controle da chipagem está sendo feito pela Vigilância Sanitária Municipal. Por meio de um leitor específico, ele apresenta o seu código, que contém informações sobre o animal, como meio de contato com o dono, raça, porte, idade, entre outros dados relevantes.
No início do ano de 2020 começou o cadastro dos animais. Houve uma pausa no cadastro por causa da pandemia, o qual será retomado em data ainda a ser definida.

Para a realização desta ação, está sendo utilizado R$ 50 mil repassados pelo Legislativo, por meio da devolução de recursos ao Executivo. Com este valor, em novembro de 2019, foram adquiridos 500 microchips, acompanhado de leitor para serem usados nos animais a serem castrados.

Além de investir nas castrações e chipagem, os recursos também estão sendo investidos no controle de doenças animais e zoonoses, realizados pela Secretaria da Saúde, Meio Ambiente e Assistência Social. Uma dessas ações foi o pagamento realizado ao longo dos anos para atender a demanda do município, inclusive da ONG AEDA em consultas veterinárias e testes de fiv-felv, tratamentos, medicações e alimentos.

 

OUTRAS AÇÕES:

Em julho de 2020 a ONG ASPA atendeu mais de 50 animais das famílias afetadas pela enchente. Estes animais estavam abrigados no Parque João Batista Marchese, juntamente com suas famílias. Neste período, iniciou-se um novo cadastro, onde a ONG ASPA através do seu projeto Reabilitacão está fornecendo casinhas a todos os animais, bem como fez todo um trabalho sobre a importância da castração desses animais. A entidade atende todos os bairros do município.

Neste ano através do Termo de Colaboração 006/2020, Chamamento Público 02/2019, após toda a documentação ser entregue, que atende a necessidade legal da lei federal nº 13.019/2014 – parcerias voluntárias, iniciou o Projeto de Atendimento da Causa Animal e Controle de Zoonoses aos animais, proporcionando um melhor atendimento e controle de zoonoses aos animais, bem como a promoção de campanhas de castração e adoção, aonde já ocorreu o repasse de R$ 9.000,00 (referente há três meses) a AEDA – Associação Encantadense de Defesa dos Animais. Será repassado o valor mensal de R$ 3.000,00 a associação, mediante prestação de contas da mesma. Estes recursos não estão inclusos no repasse do Legislativo.