Cultura RS RSS Destaques Estrela

Centro de Cultura sedia exposição sobre a comunidade Kaingang


Fotos e objetos artesanais confeccionados pelos kaingangs fazem parte da exposição (Foto: Paulo Ricardo Schneider)

Até o dia 7 de junho a exposição “Kaingang: uma cultura indígena a ser conhecida e preservada” estará no Centro de Cultura e Turismo Bertholdo Gausmann, em Estrela. O projeto é uma realização de Triângulo da Produção Cultural, com financiamento do Pró-Cultura RS. Apresenta fotos e produtos artesanais confeccionados pela comunidade kaingang de Lajeado, e proporciona aos visitantes o conhecimento de aspectos relacionados ao histórico, educação, alimentação, brincadeiras, sustentabilidade e artesanato.

Estudiosa da questão indígena, Lylian Cândido participa do projeto e faz palestras aos visitantes e estudantes. “Falamos sobre sua trajetória e como vivem, com ênfase na educação”, diz. Lylian conta, por exemplo, que os indígenas que hoje vivem em Lajeado vieram para o município em 2001, oriundos de Nonoai. Já os que se estabeleceram em Estrela vieram da Gruta dos Índios, de Santa Cruz do Sul, em 1963. “Eles foram expulsos de lá por uma política do governo do Estado”, conta. Segundo ela, em Estrela foi apenas uma família – a de Manoel Soares. “Queremos, com este trabalho, fazer com que a comunidade perceba estas pessoas, que vivem, lutam e trabalham como todos nós”, frisa.

História

Quando da chegada dos imigrantes alemães, em 1824, e italianos, em 1875, o território onde hoje se localiza o Rio Grande do Sul era ocupado por três grupos formados pelas populações Charrua/Minuano, Kaingang e Guarani. Em contato com a sociedade ocidental as populações indígenas procuraram defender seu espaço e mesmo assim sofreram as conseqüências da implantação e dos avanços dessa sociedade. Ao longo dos séculos XVI e XVII o bandeirismo paulista invadiu o sul, atingindo as áreas kaingangs em busca de mão de obra indígena para suprir as fazendas de exportação. A partir de 1824 o colonizador alemão recebe do Governo Imperial terras que vão desde o Rio dos Sinos até a área kaingang na borda do planalto. Atualmente há comunidades em Lajeado e Estrela.
O horário de visitação da exposição no Centro de Cultura e Turismo é das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h. Mais informações pelo telefone (51) 3981-1122.

Texto: Ascom Estrela