Meio Ambiente Encantado Destaques

Centro de Estudos de Biogás e Energias Renováveis é inaugurado em Encantado

Biodigestores entraram em funcionamento na semana passada (Foto: Divulgação)
Ceber entrou em funcionamento na semana passada (Foto: Elisangela Favaretto)

Na manhã de ontem (15) a Univates realizou a cerimônia de inauguração do Centro de Estudos de Biogás e Energias Renováveis (Ceber), no campus da Universidade, em Encantado. O empreendimento é vinculado ao Parque Científico e Tecnológico do Vale do Taquari (Tecnovates) e tem o propósito de avaliar a produção de biogás em uma planta – piloto.

O Ceber é uma parceria com as empresas Ecocitrus, Naturovos e Semant, num investimento de mais de R$ 500 mil. De acordo com o professor e coordenador do empreendimento, Odorico Konrad, o projeto procura contribuir com o conhecimento técnico-científico na área de biogás, apresentando uma alternativa para a destinação de diferentes substratos (resíduos), e explorar o seu potencial energético.

A planta-piloto originará biogás a partir da decomposição de substratos orgânicos introduzidos nos reatores que tem capacidades de 2 e 8 m³. Através da ação de microrganismos, a matéria orgânica será degradada, gerando como subprodutos o biogás e o biofertilizante. Dessa forma, o foco principal dos estudos que serão desenvolvidos é avaliar o potencial de geração de biogás que os materiais adicionados nos reatores serão capazes de produzir.

“O Biogás é uma das vertentes dentro das energias renováveis. Este é um projeto piloto que teve os testes iniciados na semana passada. Futuramente  poderá ser adaptado para dejetos de suínos e de aves, mas para isso é preciso avaliar a viabilidade econômica no Vale do Taquari. Nós não podemos ficar dentro das quatro paredes é preciso olhar para o externo. As empresas mostram as principais necessidades e a Univates tenta buscar uma resposta mais direta para a sociedade”, explica Konrad.

Para o gerente de processos da Naturovos, Fábio Fernandes, a coleta dos dados servirá de base para a construção de uma unidade de geração de biogás para a planta de Salvador do Sul. “Este é um teste balizador para ver qual é o melhor caminho. Se tudo der certo nós vamos ampliar todo este processo. Esperamos estar com os testes finalizados em 12 meses. Em Montenegro já temos a geração de 2500 metros cúbicos de biogás por dia, numa parceria com a Sulgás, em escala semi – industrial”.

Em 2011 a Naturovos e a Ecocitrus, em consórcio, começaram a projetar o investimento na produção de biogás. “Aprovamos um orçamento inicial e trouxemos a ideia para a Univates. Em 2013 foram feitos diversos testes em laboratórios e depois solicitamos a ajuda da Univates para gerar resultados maiores”, comenta Fernandes.

Texto: Portal Região dos Vales