Social Saúde Lajeado

Centros de Referência de Assistência Social de Lajeado divulgam materiais online alusivos ao Maio Laranja

Em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) Espaço da Cidadania e CRAS Espaço de Todos Nós, órgãos vinculados à Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social (STHAS), prepararam uma série de conteúdos sobre o tema, que começaram a ser divulgados na segunda-feira, 18/05. Até o final deste mês, denominado de Maio Laranja, os materiais preventivos serão publicados por meio da página única do Facebook do CRAS (clique aqui: http://twixar.me/4W3m )

Neste período de pandemia, no qual as ações coletivas estão suspensas, pensamos em alternativas com o intuito de expandirmos nossas ações de conscientização e também para que a população se mantenha em alerta sobre o assunto, inclusive neste momento de isolamento. Por isso, utilizaremos nossa página do Facebook como um canal de prevenção e proteção onde estão sendo divulgados nossos materiais, que foram produzidos por nossos profissionais”, explicou a coordenadora do CRAS Espaço da Cidadania, Fátima Luciane Machado.

A publicação mais recente é desta terça-feira, 19/05. Em formato de vídeo os personagens da cartilha de prevenção à violência sexual, Pipo e Fifi, foram interpretados pela psicóloga Daniane D’Agostino e pela assistente social, Márcia Duarte, do CRAS. As profissionais transmitiram mensagens às crianças e aos adolescentes sobre os cuidados que precisam assumir em tempos de pandemia e também sobre a proteção ao abuso sexual. No final do vídeo, a autora da cartilha, Caroline Arcari, fez uma participação especial.

Para a psicóloga Daniane D’Agostino, que interpretou a Fifi, conta que a informação correta é fundamental para o combate à violência sexual infantil. “Os conteúdos que estão sendo elaborados pretendem atingir diferentes públicos, desde as crianças com uma linguagem mais lúdica até o público adulto, estes que cumprem um papel fundamental na identificação dos casos de violência, no acolhimento e encaminhamento das vítimas”, contou Daniane.

Até o final de maio serão publicados vídeos, conteúdos informativos, dicas de leitura, canais de denúncia, divulgação dos serviços de atendimento, entre outros dispositivos de prevenção à violência.

Saiba mais

No Brasil, o dia 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data, que foi instituída pela Lei Federal 9.970/00,  foi escolhida em razão de um crime bárbaro que ficou conhecido como o “Caso Araceli”, nome de uma menina de  oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados.

Anterior a essa data, já havia sido criado um conjunto de normas que visam proteger a integridade da criança e do adolescente no Brasil, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que completa neste ano seus 30 anos de criação. Além disso, também existe um Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

No Município de Lajeado, o CRAS e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), em parceria com escolas, desenvolvem ações de prevenção à violência sexual de crianças e adolescentes, usando como instrumento principal a cartilha Pipo e Fifi, que orienta as crianças a se protegerem da violência sexual. Desde 2019, a Campanha Pipo e Fifi integra uma das ações de prevenção do Pacto Lajeado pela Paz.

Relembre algumas das ações de prevenção

Em junho de 2019, a autora deste livro, Caroline Arcari, esteve em Lajeado para ministrar o curso de Metodologias e Prevenção de Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes na Perspectiva da Autoproteção, voltado para representantes de escolas da rede pública, municipal e privada de Lajeado.

Em julho do mesmo ano, representantes de todas as escolas municipais de Lajeado receberam as cartilhas Pipo e Fifi com o objetivo de se tornarem multiplicadores desse conteúdo e agentes na prevenção ao abuso sexual.

Já em agosto, cerca de 4 mil crianças de 3 a 9 anos das Escolas de Educação Infantil (EMEIs), Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs), estaduais e privadas, e também profissionais da rede de atendimento à criança e ao adolescente de Lajeado, assistiram à peça “Pipo e Fifi”, encenada pela Companhia Truks Teatro de Bonecos, no Teatro do Colégio Evangélico Alberto Torres (CEAT).

Para que contribuam e evitam esta violação, idosos atendidos na rede socioassistencial do município também já prestigiaram o teatro do Pipo e da Fifi, encenado por servidoras do município.

Em janeiro deste ano, as cartilhas do Pipo e da Fifi também foram distribuídas à Sociedade Lajeadense de Atendimento à Criança e ao Adolescente (SLAN), para que dessem continuidade às ações de prevenção à violência sexual na entidade.

Assessoria de Imprensa de Lajeado