Economia Oportunidade Mato Leitão

Cisvale busca área para aterro sanitário

A implantação de um aterro sanitário para atender os 13 municípios da região foi um dos assuntos da assembleia conjunta entre a Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo (Amvarp) e Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale) que ocorreu no último dia 25 de outubro, no Centro de Cultura e Biblioteca Pública de Melos, em Vale Verde.

O prefeito Carlos Alberto Bohn participou do encontro representando Mato Leitão. A revisão dos planos municipais de resíduos sólidos está na fase final após 55 reuniões técnicas e mais de 250 encontros com as comunidades de todos os municípios. Neste momento a prioridade é encontrar um local adequado para sediar o aterro regional.

A área, que precisa ter no mínimo 25 hectares, terá capacidade para receber 200 toneladas de lixo/dia. Atualmente, os municípios da região encaminham os resíduos para Minas do Leão. Outras prefeituras devem analisar o tema e, caso tenham interesse, precisam preencher um questionário informando a disponibilidade de áreas.

Critérios como impacto ambiental, aceitação pela população, estar de acordo com o zoneamento da região e possibilidade de atendimento regional fazem parte da avaliação para definir a localização. Em Mato Leitão são recolhidas 70 toneladas de lixo a cada mês.

 

Assessoria de Imprensa de Mato Leitão

 

SAIBA MAIS

O plano estratégico regional de gestão dos resíduos sólidos está em fase final de elaboração. Venâncio Aires manifestou interesse em sediar o aterro sanitário regional. O investimento gira entre R$ 10 e R$ 12 milhões.