RS RSS Rural Muçum

Clima favorável gera entressafra e alavanca comercialização de uva

Variedades da fruta serão expostas em evento na Praça Matriz (Foto: Luís Gustavo Bettinelli)

Muçum é um dos primeiros municípios do Estado a colher e comercializar um dos frutos mais cultivados do Rio Grande do Sul. Devido ao microclima favorável a produção de uva na Princesa das Pontes se antecipa em relação a regiões como a Serra Gaúcha, o que possibilita que produtores agreguem preço na hora da venda. A produção que se distribui pelas linhas Alegre, 13 de maio, Brás Charleo, Barra das Contas, 28 de Setembro, 20 de Setembro e Dom Felipe de Nadal, soma mais de 34 hectares.

Em mais de 15 hectares são cultivadas as uvas de mesa, destacando as variedades Niágara Branca, Niágara Rosada, Vênus, Isabel Precoce e Concord Clone 30. O restante é destinado a produção de vinhos e sucos. Ao final da safra, o técnico da Emater/Ascar-RS projeta a colheita de cerca de 400 toneladas. “Nossas videiras estão em uma região mais quente, próximo ao Rio Taquari e há 80 metros acima do nível do mar. Estes são fatores que favorecem a entressafra”, explica.

Evento marca abertura da colheita

Para comemorar a colheita e fomentar a comercialização, a Administração Municipal, através das pastas de Agricultura e de Ação Social, Cultura, Turismo e Desporto, com apoio da Emater, promove a Festa de Abertura da Colheita da Uva e o Natal na Praça. Neste ano, com o patrocínio da empresa Decibal Móveis, a atração principal fica por conta do show com o Padre Ezequiel Dal Pozzo.

O evento que acontece no próximo dia 16, a partir das 08h, na Praça Matriz, oportuniza aos agricultores a venda do produto e permite que o público o adquira com preço acessível. Quem prestigiar poderá conferir a exposição de uma série de variedades da fruta. Acontece ainda, a exposição e comercialização de artesanatos confeccionados por artesões muçunenses, assim como da Agroindústria Brandão e outras agroindústrias da região. Durante a tarde, acontece a visita do Papai Noel, com distribuição de cachorro-quente e refrigerantes.

Texto: Ascom Muçum