Brasil RSS Geral

Combate ao crime cibernético deve ser reforçado nas próximas eleições

Ações já devem acontecer na próxima eleição (Foto: Divulgação)
Ações já devem acontecer na próxima eleição (Foto: Divulgação)

O combate aos crimes cibernéticos deve ser intensificado nas próximas eleições. O reforço viria de um convênio que a Justiça Eleitoral e o Exército pretendem firmar em uma atuação conjunta. O assunto pautou uma reunião entre o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes.

“Como a nova legislação vai jogar, nas próximas eleições, muito peso nas redes sociais, é fundamental contar com um comitê que se preocupe também com os crimes eleitorais cibernéticos”, disse Jungmann antes da reunião, convocada por Gilmar Mendes e realizada no Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo o ministro, o Exército é uma das instituições mais bem equipadas para atuar no combate a crimes eleitorais cibernéticos e por isso foi chamado pelo TSE. “Vamos nos deparar com a nova legislação, temos esse novo modelo, o crowdfunding[financiamento coletivo], que temos que tomar todo o cuidado”, disse Mendes. “Teremos que fazer o monitoramento quase que online [em tempo real] de todas as doações”. Além do campo virtual, o Exército deve intensificar sua atuação nas ruas.

Agência CNM, com informações da EBC