RS Destaques Polícia

Comboio da Força Nacional é recebido pela Brigada Militar em Porto Alegre

Integrantes da Força saem às ruas da capital nesta segunda-feira, acompanhados de membros da BM, para iniciar o reconhecimento de bairros - Foto: Foto: Daniela Barcellos/Palácio Piratini
Integrantes da Força saem às ruas da capital nesta segunda-feira, acompanhados de membros da BM, para iniciar o reconhecimento de bairros (Foto: Daniela Barcellos/Palácio Piratini)

O comboio da Força Nacional de Segurança que vai reforçar o efetivo da Brigada Militar no Rio Grande do Sul chegou na tarde do domingo (28) a Porto Alegre. Os 120 policiais foram recepcionados pelo comandante-geral da BM, coronel Alfeu Freitas Moreira, no 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), no bairro Praia de Belas. Eles vão se juntar a outros 160 brigadianos para atuar na Operação Avante, principal ação da BM no combate à criminalidade na capital. Ao longo da semana, virão mais 30 agentes da Força.

“O Estado recebe de braços abertos o reforço na Segurança Pública para nos ajudar no policiamento ostensivo”, afirmou o comandante da Brigada.

A chegada dos agentes atende à solicitação do governador José Ivo Sartori feita ao presidente da República em exercício Michel Temer sexta-feira (26). Vindo do Rio de Janeiro, de onde partiu na sexta-feira (26) em 30 viaturas, o grupo tem agentes de praticamente todos os estados brasileiros, com exceção do Rio Grande do Sul. Eles ficarão alojados no 9º BPM e em unidades vizinhas, como o 1º BPM e o Departamento de Logística e Patrimônio.

O comboio chegou sob a liderança do comandante da Força Nacional, tenente-coronel da BM Alexandre Aragon, que até julho era secretário-executivo do Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria da Segurança Pública do Estado. Nesta segunda-feira (29), alguns integrantes da Força Nacional sairão às ruas da capital, acompanhados de membros da BM, para iniciar o reconhecimento dos bairros. Para terça-feira (30), às 6h, está prevista uma formatura na Academia de Polícia Militar. Logo em seguida, começam as operações de policiamento ostensivo nas ruas.

Texto: Ascom Estado