Saúde RS RSS Cruzeiro do Sul

Comissão gestora comemora primeiro ano a frente do Hospital

Nova forma de trabalho garantiu a sequência das atividades do São Gabriel Arcanjo (Foto: Marcio Steiner)

No próximo dia 28 de setembro a comissão gestora do Hospital São Gabriel Arcanjo completa um ano de trabalho. A comissão é formada pelos funcionários públicos, voluntários, Cassiano Agostini (tesoureiro), Márcio Chagas (contador) e Adovar Fraporti (controlador interno).

O trio que forma a comissão gestora, com a Administração Municipal e diretoria do Hospital, comemora o resultado obtido até o momento. O grande passo, de acordo com Agostini, foi o reequilíbrio das contas da Casa de Saúde. “Recebemos a entidade com um deficit mensal de R$ 25 mil e hoje estamos com as contas todas em dia. Não temos dinheiro sobrando, mas há um equilíbrio financeiro”, destaca. Além disso, o tesoureiro assinala o engajamento e parceria em prol do Hospital, envolvendo, administração, comissão gestora, corpo de funcionários, equipe médica, vereadores, Ministério Público e 16ª Coordenadoria Regional da Saúde. “Não esquecendo nunca do fundamental apoio da comunidade. Além de apoio em atividades desenvolvidas em prol do Hospital, são recebidas muitas doações de produtos alimentícios, materiais de higiene e limpeza e valores através de depósitos em contas específicas ou por meio da mensalidade de energia elétrica”, diz.

A comissão desenvolveu um relatório de conquistas e ações que foram realizadas neste um ano junto a instituição:

– Reforma do telhado sobre as salas de Raio-x, de Observação e da Cozinha, onde havia infiltração há mais de oito anos;

– Término do deficit mensal;

– Quitação de dívidas antigas, num valor de aproximadamente R$ 50 mil;

– Instalação de câmeras de vigilância;

– Instalação da porta principal, a qual havia sido adquirida – por doação – e estava guardada há mais de três anos;

– Contratação de farmacêutico, que é uma exigência do Conselho Regional de Farmácia (CRF). Sem esse profissional o hospital estava recebendo multas periódicas;

– Adequações as normas do Corpo de Bombeiros;

– Instalação de sistemas de detecção de fumaça;

– Instalação de sistema para melhor controle de atendimento e estoque da farmácia;

– Revisão de contratos, o que gerou redução de custos;

– Construção de um depósito de resíduos contaminados, através do Fundo Filantrópico do Sicredi;

– Construção de uma rampa para melhor locomoção dos funcionários no envio dos produtos contaminados até o depósito de resíduos;

– Aquisição de diversos equipamentos, entre eles, camas automáticas;

– Compra de cinco ventiladores para os quartos do Sistema Único de Saúde (SUS), com dinheiro do lixo reciclável;

– Execução de mutirão onde foram iniciadas as melhorias externas na Casa de Saúde, com participação do Instituto BRF e comunidade;

– Reforma no banheiro principal – SUS;

– Reforma nas “abas” do telhado, as quais apresentavam danos há mais de cinco anos, e instalação de calhas novas;

– Cadastro junto a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), o qual proporciona 50% de desconto na mensalidade da água, tendo em vista a entidade ser uma sociedade Filantrópica. Esse contrato não havia sido renovado desde 2009;

– Salários e encargos todos em dia;

– Reserva mensal do 13º salário de 2018 dos funcionários, sem a necessidade de ajuda por parte do Poder Executivo ou Legislativo, como ocorrido em anos anteriores;

– Pagamentos do Hospital somente feitos através de meios eletrônicos, garantindo transparência;

– Verificação de todos os pagamentos e respectivos documentos fiscais, ao final de cada mês.

“Frente aos dados apontados acima e transparência com que tudo vem sendo realizado, recuperamos a credibilidade do hospital. As pessoas estão vendo resultado. E certamente, se não tivesse sido adotada uma nova forma de gestão e controle com as contas, o fechamento do Hospital seria inevitável, o que iría afetar diretamente a comunidade”, esclarece Agostini.

Atualmente o município encaminha mensalmente ao Hospital o montante de R$ 72 mil para o pagamento do Plantão Médico 24 horas e até R$ 90 mil para as demais despesas.

Desconto na conta de luz

As pessoas interessadas em contribuir com o Hospital São Gabriel Arcanjo através de sua conta de energia elétrica, basta contatar com a Casa de Saúde. É realizado um cadastro e o valor desejado, que é debitado da conta do contribuinte, é automaticamente abatido na conta de luz do Hospital.

Texto: Ascom Cruzeiro do Sul