Região RSS Rural - Agricultura Destaques

Comissão realiza fiscalização do Organismo de Controle Social Orgânicos do Vale de Lajeado

Propriedades de Cruzeiro do Sul e Forquetinha foram visitadas (Foto: Divulgação)

Integrantes do Organismo de Controle Social (OCS) Orgânicos do Vale receberam, na última semana, a visita da Comissão de Produção Orgânica do Rio Grande do Sul (CPOrg/RS). O objetivo da visita, que durou três dias, foi o de vistoriar as propriedades que integram o OCS, para avaliar se elas estão em conformidade e de acordo com as normas que certificam os agricultores que adotam o modelo orgânico de produção. Foram vistoriadas as propriedades das famílias de Daniel Purper, Leandro Lange e Rosane Sprandel de Lajeado, de Márcia Inês Hickmann Burghardt e de Vanderlei Lorenz de Cruzeiro do Sul e de Anderson Bald de Forquetinha.

As visitas, de acordo com a extensionista da Emater/RS-Ascar Andréia Binz Tonin, garantem a transparência do processo de certificação e permite a troca de informações entre agricultores e técnicos de outras áreas e regiões. Na ocasião os auditores reuniram-se com a coordenação da OCS e com os técnicos da Emater/RS-Ascar para verificar a documentação do grupo e planejar as vistorias, que foram realizadas em seguida. “Nesta etapa foram analisados os documentos obrigatórios para o processo de certificação, como o Plano de Manejo Orgânico, o Caderno de Campo e o arquivo de notas e compra de insumos”, salienta Andréia.

No último dia foi realizada uma reunião de fechamento, na qual os auditores, que trabalham para garantir a qualidade dos produtos orgânicos comercializados de forma direta, apresentaram os pontos positivos e quais as adequações necessárias em cada propriedade. “A visita dos auditores foi importante, pois representou uma oportunidade de troca de experiências e de aprendizado”, salientou o presidente da OCS, Leandro Lange. “Além disso, a visita dá ainda mais credibilidade ao trabalho que está sendo desenvolvido com muita seriedade e comprometimento pelas famílias que integram o nosso coletivo”, completou.

Sobre o OCS

Consolidado no começo desse ano pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) do Governo Federal, o OCS Orgânicos do Vale é uma forma de organização entre agricultores familiares que permite a venda direta de produtos orgânicos ao consumidor, onde o próprio grupo é o responsável por assegurar que os produtos, processos e serviços estejam de acordo com as normas. Além dos produtores, o organismo conta com a participação dos extensionistas da Emater/RS-Ascar, Andréia Binz Tonin, Arthur Eggers e Maurício Antoniolli e dos representantes dos consumidores Anemari Menhard e Rosemeri Ruppenthall.

Nesse sentido, os integrantes da OCS estarão comercializando produtos livres de agroquímicos em feiras e em outros locais, mas sem um selo que lhe ateste a condição de orgânico. “Nesse caso a inscrição da OCS no Mapa funciona como uma espécie de selo, cabendo aos participantes o comprometimento, para que o Organismo possa ter credibilidade e ser permanentemente reconhecido pela sociedade como tal”, enfatiza Andréia. O grupo conta com o apoio da Articulação em Agroecologia do Vale do Taquari (AAVT).

Texto: Ascom Emater