Investimento Rural Mato Leitão

Condomínio Avícola Mato Leitão deverá representar R$ 400 mil de retorno de ICMS para o município em 2022

Estimativa é da municipalidade, projetando ano em que empreendimento estará em pela produção

Ato marcou inauguração de pedra fundamental

Mais um ato alicerçado na parceria público-privada foi efetivamente firmado no dia 4 de abril. Desta vez, no município de Mato Leitão, com o ato de inauguração da Pedra Fundamental que marca as obras do Condomínio Avícola Mato Leitão. O evento foi realizado em Linha Sampaio Baixo, com a presença das 18 famílias associadas que fazem parte do condomínio, de representantes do Conselho de Administração e da Direção da Dália Alimentos, de membros dos poderes Executivo e Legislativo e da imprensa regional.

O Condomínio Avícola Mato Leitão é um dos nove projetos para criação de frango de corte que abastecerá o frigorífico de aves da Dália Alimentos que se encontra em construção em Palmas, no município de Arroio do Meio.

O presidente Executivo da Dália Alimentos, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas, recordou que no ano de 1998 uma comitiva visitou países da União Europeia a fim de verificar alternativas que impedissem a exclusão de pequenos produtores do meio rural. Deste grupo, o atual prefeito de Mato Leitão, Carlos Alberto Bohn, também fez parte e junto aos demais perceberam que uma das alternativas seriam as parcerias público-privadas, a exemplo desta que está sendo realizada entre condomínio, associados, cooperativa, prefeitura e Câmara de Vereadores. “Este é um projeto pensando no futuro, a longo prazo e só quem tem o espírito empreendedor, de comprometimento com a comunidade, consegue realizá-lo”.

Para registrar a gratidão pela parceria, Freitas entregou ao prefeito Carlos Alberto Bohn um guarda-chuva com a logomarca da Dália Alimentos simbolizando que, da forma que o guarda-chuva protege a pessoa da chuva, o município alicerça e ajuda associados, cooperativa e comunidade em geral para concretizar um projeto de ampla envergadura como este.

Vista aérea do local onde está sendo edificado o condomínio

Ao mencionar o ato, o presidente do Conselho de Administração da Dália Alimentos, Gilberto Antônio Piccinini, disse tratar-se de momento histórico para a cooperativa, que em junho completa 72 anos de fundação, e para a comunidade de Mato Leitão, que com apenas 27 anos de emancipação já apresenta espírito de empreender em projetos que viabilizem a economia do município. “Precisamos sonhar, planejar e realizar. E é isso que está acontecendo aqui nesta comunidade, um exemplo do legítimo Brasil, estado e município que queremos, driblando as crises de forma planejada”.

Na visão do chefe do Executivo, é um momento marcante para o município, pois muitas pessoas se envolveram e acreditaram neste projeto, priorizando as futuras gerações. “Projeta-se que o empreendimento represente R$ 400 mil de retorno de ICMS para a administração em 2022, quando o condomínio estiver em plena produção”, projetou.

O presidente do condomínio e secretário municipal de Agricultura de Mato Leitão, João Carlos Machry, resgatou a trajetória do grupo cuja primeira reunião entre os produtores ocorreu em 2016. “Os primeiros passos foram difíceis, mas sempre olhando para frente. Juntos pensamos no futuro”, disse. Com esses investimentos na produção de frango de corte, Machry prevê que o setor assuma uma posição de destaque no ranking do setor primário.

A construção dos oito pavilhões e demais estruturas, que começou em dezembro do ano passado, deverá ser concluída ainda neste semestre com investimento dos próprios associados.

Incubatório

O município de Mato Leitão também abrigará o incubatório, outra parte importante do projeto macro frango de corte da Dália Alimentos. A edificação está localizada em Palanque Pequeno e construída com recursos próprios da cooperativa de Encantado. Quando estiver em funcionamento, o incubatório terá a capacidade de produzir até R$ 1,2 milhão de pintos ao mês que, posteriormente, serão encaminhados aos nove condomínios de produção de frango de corte.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Dália Alimentos
Jornalista Carina Marques