RSS Eventos Destaques Teutônia

Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia retorna à Europa para turnê

Integrantes do Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia que viajam à Europa (Foto: Pauline Klein Grave)
Integrantes do Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia que viajam à Europa (Foto: Pauline Klein Grave)

No período de 12 de janeiro a 03 de fevereiro de 2017 o Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia realiza sua segunda turnê à Europa. Os jovens instrumentistas levam a arte teutoniense, gaúcha e brasileira à França, à Alemanha e à Áustria. Serão nove apresentações, passando por cidades como Rottenbuch, Mörschbach, Hettenrodt, Paris, Boppard e Reutte in Tirol, algumas delas que inclusive já integraram a Turnê Europa 2015, quando o Conjunto Instrumental realizou apresentações na Alemanha e na Suíça.

Fruto de muito trabalho dos profissionais frente ao projeto, dedicação dos instrumentistas e empenho das famílias, a Turnê Europa 2017 leva as atividades musicais do Colégio Teutônia para o mundo. “A Turnê Europa, além de uma atividade musical, é uma oportunidade diferenciada de olhar para o mundo para além dos nossos muros. É sem dúvida uma possibilidade de viver inúmeras e diferentes realidades, vivenciar um mundo novo no ‘velho mundo’. Cultura, língua, vivências, convivências são apenas alguns dos elementos que fazem desta Turnê uma das grandes ações do educandário em meio a tantas outras. Com certeza é algo para a vida toda”, destaca o diretor do CT, Jonas Rückert.

A preparação para a segunda turnê do Conjunto Instrumental iniciou no final de 2015. De lá para cá, faltando agora cerca de um mês para mais esta grande experiência, foram muitas reuniões da comissão organizadora com a direção da escola, pais e instrumentistas. Os ensaios específicos para as apresentações na Europa iniciaram no último mês de setembro e se intensificam a partir de agora, com o encerramento do ano letivo. Um repertório especial foi definido e contempla muita música brasileira, música regional do Rio Grande do Sul, música latino-americana e peças internacionais. O contato com as cidades europeias que irão receber o grupo e as famílias hospedeiras é semanal, definindo todos os detalhes para a turnê.

Entre os instrumentos que integrarão o grupo estão oito violinos, um violoncelo, três flautas, três saxofones alto, um saxofone tenor, dois trompetes, dois trombones, um teclado, uma guitarra, um baixo elétrico, uma percussão e uma bateria.

“Poder realizar uma segunda turnê com o Conjunto Instrumental do CT é motivo de enorme alegria e também de muita responsabilidade. A organização é complexa e demanda muita preparação. Sabemos que para os jovens instrumentistas o ‘Tour Europa 2017’ será um momento único, de aprendizados, novas vivências e crescimento social e cultural”, avalia o professor e maestro, Lucas Eduardo Grave.

Para o professor de Música e violinista Harry Baukat é mais uma excelente oportunidade para todos os envolvidos. “A primeira edição da turnê em 2015 foi um sonho de muitos anos, e poder realizar a segunda edição é mais uma grande alegria. Não é possível dimensionar o quão gratificante é para todos a realização desse tipo de intercâmbio cultural e o quanto essas experiências são válidas para a vida, além do aprimoramento técnico que a intensificação de ensaios traz a todos os estudantes de música participantes do Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia.”

A “experiente” e a novata

“A primeira turnê foi uma das maiores experiências da minha vida. Vivenciei momentos inesquecíveis, que foram extremamente importantes para meu crescimento pessoal. As expectativas para a segunda turnê são ainda mais altas. Em virtude de já ter vivenciado algo parecido, é muito mais fácil imaginar como será essa próxima viagem”, revela a violinista Eduarda Redecker Schwabe (15), que já participou da Turnê Europa 2015 e agora se prepara para a segunda edição. “Ficar tanto tempo fora de casa, sem a família e em meio a uma cultura diferente, é algo muito desafiador. Por isso a turnê contribui na formação de um olhar muito mais amplo. Além disso, toda a preparação que antecede a viagem ajuda muito no aprimoramento musical. Já durante a viagem, saber lidar com o nervosismo de cada concerto é algo muito importante”, acrescenta.

Eduarda iniciou as aulas de violino em 2010 e integra o Conjunto Instrumental do CT desde 2012. Sobre a primeira turnê, ela lembra com carinho da apresentação na cidade alemã de Mühlhausen. “Foi nosso último concerto naquela turnê, um momento muito especial. As pessoas emocionadas com nosso concerto e o clima de despedida contribuíram para uma reflexão: o que fizemos lá foi algo grandioso e tenho certeza que na próxima viagem será ainda maior”, revela a jovem.

Para a Turnê Europa 2017, Eduarda fala das expectativas para a apresentação em Paris, na França. “Tocar em Paris é, com certeza, um grande sonho. Nosso Conjunto Instrumental se apresentar numa das cidades mais conhecidas do mundo nos enche de orgulho e expectativas. Além disso, conseguir emocionar pessoas desconhecidas e com culturas tão diferentes é algo inexplicável. Ao vivenciar uma experiência tão única e emocionante, a vontade de seguir no ramo da música só aumenta”, afirma.

Ao lado dela estará a jovem Lívia Giovana Horn (12). Com seus saxofones alto e tenor, ela integra o Conjunto Instrumental há dois anos. “A Turnê Europa 2017 me permitirá conhecer novos lugares, novas culturas, fazer novas amizades e, principalmente, observar qual a importância que essas pessoas dão à música. Tenho certeza de que será uma experiência inesquecível”, projeta.

Sobre os palcos das apresentações, Lívia não escolhe um lugar preferido. “Não há um lugar específico que me agrade mais, o fato de realizarmos uma apresentação na Europa já é um sonho realizado. Tenho certeza de que haverá uma enorme mudança pessoal com esta oportunidade, vou crescer como pessoa, ter outras atitudes, além de me tornar mais independente”, comenta.

Quanto ao aprendizado musical, a saxofonista é enfática: “voltarei sabendo muito mais. Pretendo seguir carreira musical, que já me propiciou inúmeras oportunidades e sei que ainda irá abrir muitas portas. Encaro a música como um aprendizado que tenho a mais na minha vida, com ela já conquistei muitas coisas e sei que ainda realizarei muitos sonhos”, conclui Lívia.

Nesse contexto de desenvolvimento pessoal e até qualificação profissional, o diretor do CT enaltece o amadurecimento desses jovens musicistas. “Entendendo ser o Colégio Teutônia uma instituição comunitária, voltada para sua sociedade, torna-se necessário conceber todo projeto educativo para uma realidade onde temos o mundo ‘ao toque de nossas mãos’, sendo global ao tempo em que também é local. Trabalhamos no nosso dia a dia a formação integral. A sociedade, o mercado de trabalho e as relações de conhecimento pressupõem novas características, de capacidade de interagir e habilidades para o trabalho coletivo, essenciais no atual cenário”, acrescenta Rückert.

Sommerkonzert

No dia 10 de janeiro, às 20h30min, o pátio central do Colégio Teutônia será “palco” para os instrumentistas do Conjunto Instrumental do CT, que irão apresentar o concerto preparado para a Turnê Europa 2017 a toda comunidade. O Sommerkonzert – Concerto de Verão – está sendo preparado com muito carinho e será gratuito.

20 anos do Projeto de Música do CT

Fundado em 1998, o Conjunto Instrumental do Colégio Teutônia completa, em 2016, 18 anos de atividades. O grupo iniciou os trabalhos a partir de projeto musical que o educandário implantou em 1996. Atualmente mantém oficinas de música, contemplando vários instrumentos, entre eles flauta, clarinete, saxofone alto, saxofone tenor, trompete, trombone, teclado, violino, violoncelo, violão, guitarra, baixo elétrico e bateria.

O grupo apresenta-se em eventos escolares, festivos, religiosos e culturais. Também representa o Colégio Teutônia em outras cidades. Realiza em média 25 apresentações por ano. Atualmente conta com 36 integrantes, de sete a 18 anos de idade, com a regência do maestro Lucas Eduardo Grave.

Texto: Ascom Colégio Teutônia