RSS Rural Fazenda Vilanova

Construção de terraço beneficiará família de produtores de Fazenda Vilanova

O terraço busca seccionar o escoamento superficial da água da chuva, retendo e armazenando a água que não infiltra no solo, evitando o arraste de nutrientes até os mananciais hídricos (Foto: Divulgação)

Desde o começo desta semana a família Post, de Fazenda Vilanova, conta com um novo terraço em sua propriedade, localizada em Nova Westfália. O projeto – realizado pela Emater/RS-Ascar em parceria com a Prefeitura Municipal – tem o objetivo de sanar problemas de erosão, armazenar a água da chuva e garantir a infiltração lenta do recurso hídrico no solo. A ação é parte das atividades previstas pelo Programa Estadual de Conservação do Solo e da Água da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi) do Governo do Estado, que visa à adoção de boas práticas para a melhoria da fertilidade do solo, do meio ambiente e da qualidade de vida das famílias.

Bovinocultor de leite, Élio Post possui 26 vacas em lactação que, juntas, produzem uma média de 600 litros de leite por dia. A área de 0,2 hectares em que o terraço foi implantado beneficiará uma área maior, de cerca de dois hectares, onde a família investirá em pastagens, como milho silagem e trigo de duplo propósito. “Para nós, este representa um importante investimento, uma vez que o terraço evitará perdas de solo, recurso fundamental para garantir a produtividade da lavoura”, destaca Post, que também integra o Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR).

O assistente técnico regional da área de Manejo de Recursos Naturais da Emater/RS-Ascar, Marcos Schäfer comenta que o terraço constitui-se em uma prática necessária que busca seccionar o escoamento superficial da água da chuva, retendo e armazenando a água que não infiltra no solo, evitando ainda o arraste de nutrientes até os mananciais hídricos. “Além de direcionar a semeadura no sentido transversal do declive”, comenta. O cálculo para a construção do terraço, explica Schäfer, levou em conta fatores como tipo de solo, manejo adotado na lavoura, intensidade das chuvas e declividade do terreno, entre outros.

O gerente regional da Emater/RS-Ascar, Marcelo Brandoli, destaca que as ações da Emater/RS-Ascar, por meio do Programa Estadual de Conservação do Solo e da Água visam a preservar os recursos naturais, por meio de ações em parceria como esta, realizada na propriedade da família Post. “Muitas vezes ignoramos a importância da água e do solo nos sistemas de produção e esta política pública procura atender a esta demanda”, salienta. “Muitas vezes a queda da capacidade produtiva está relacionada a ausência de boas práticas de produção, sendo que o programa busca o desenvolvimento social e econômico, mas sem esquecer a importância da qualidade de vida das famílias e do respeito ao meio ambiente”, completa.

Texto: Ascom Emater