Meio Ambiente Mato Leitão

Controle do borrachudo e baratas em Mato Leitão

Trabalho no combate ao borrachudo ocorrerá em todo o Município

Está previsto para as próximas semanas, dependendo das condições de tempo, a retomada trabalho de controle do mosquito conhecido como borrachudo em todo o Município. Equipes da empresa Byosystem -Controle de Pragas e Saneamento- farão a aplicação do larvicida biológico (BTI).

Os borrachudos são insetos pequenos que podem passar despercebidos no momento da picada, pois ela não é muito dolorosa, porém fica sempre marcada por um ponto vermelho. Rapidamente, depois da picada, segue-se uma forte irritação com coceira, dor e inchaço. A reação pode variar de indivíduo para individuo, dependendo do grau de alergia.

A aplicação do BTI ocorrerá em todos os arroios, sangas e córregos do Município de 15 e em 15 dias durante nove meses. Esse trabalho depende de boas condições do tempo, nível e água limpa. A excessiva população de borrachudo é o resultado do desequilíbrio ambiental com grande presença de matéria orgânica na água.

 

BARATA

Outro trabalho, com previsão para outubro, será no controle de baratas no perímetro urbano. A Biosystem fará a aplicação de inseticida em bueiros.

 

MOSQUITO

  • borrachudo

Para nascer e crescer, os barrachudos precisam de água em movimento, ou seja, de água corrente. A fêmea põe seus ovos fixando-os em qualquer coisa que esteja dentro da água, como pedras, capim, madeira, plástico ou latas. Dos ovos nascem, em quatro dias, os filhotes dos do borrachudo, que são as larvas.

Essas larvas se alimentam, até os seus 21 dias de vida, de restos orgânicos dissolvidos na água, tais como esterco, fezes humanas, restos de cozinha e de vegetais. Depois disso, elas tecem um casulo, e, dentro dele, transformam-se em ‘pupas’. Daí a 5 dias, e então já na “forma adulta”, os borrachudos saem da água com a ajuda de uma bolha de ar.

 

  • como controlar

– não lance, em riachos e rios, esterco, fezes humanas e água usada de cozinha

– mantenha riachos e rios livres de qualquer lixo; retire galhos, troncos e outros entulhos que tenham caído na água

– proteja as matas das margens de riachos e de rios; pois elas abrigam pássaros e insetos que se alimentam dos borrachudos

– preserve os inimigos naturais dos borrachudos, como, por exemplo, os peixes, os sapos e as libélulas.

 

Assessoria de Imprensa de Mato Leitão