Alimentação Estrela

Cozinha Central de Estrela introduz Dia do Vegetarianismo

Ao menos uma vez por mês as refeições diárias não contarão com carnes, tendo em sua base outros alimentos naturais

A Cozinha e a Padaria Central de Estrela, que fornecem a alimentação para o café da manhã, almoço, lanche da tarde e outras refeições aos estudantes da rede municipal de Estrela, deu início na última sexta-feira (14) a um novo projeto experimental: Dia da Merenda Vegetariana. Nos pratos, os tradicionais pedaços de rês, frangos e suínos foram substituídos por outros alimentos, em sua maioria vegetais, mas não exclusivamente. Formaram eles a base das refeições fornecidas aos mais de três mil alunos da rede municipal. Segundo levantamento feito nas escolas, mesmo que muitas crianças e jovens não tenham o hábito de consumir vegetais diversos em seus lares, a recepção às refeições foi positiva.

Atualmente são fornecidas cinco refeições diárias a 1,3 mil alunos das escolas de Educação Infantil, e também um lanche a mais de dois mil alunos das escolas de Ensino Fundamental. Para os cerca de 600 alunos do Projeto Integração, são mais duas refeições, além do lanche. Na sexta-feira (14), todos experimentaram as receitas especiais. A esfirra vegetariana do lanche da tarde, ao invés do frango, contou com o molho de cenoura e queijo ricota. Até mesmo a feijoada do almoço, prato famoso por conter cortes de suíno em sua preparação, teve vegetais defumados artesanalmente na produção. Na base, clara de ovo cozida e ricota grelhada. E os bebês não ficaram de fora. A sopa servida a eles continha um aumento das variedades dos vegetais, ovos batidos e aveia.

Segundo o nutricionista Lucas Hauschild, supervisor da Cozinha Central, o objetivo é fazer com que se aumente o consumo de alimentos de origem vegetal, e mais cedo, também oportunizando uma maior variedade, sendo que muitos ainda não são bem aceitos. “A inclusão de alimentos vegetais é muito importante em todas as faixas etárias nos dias de hoje. Vivemos em uma sociedade que o consumo de alimentos industrializados está aumentando, deixando de lado outros importantes, como frutas e verduras. Estas não são ruins de consumir, apenas devemos incluí-las em preparações que fiquem saborosas”, explica. “Assim, a proposta é manter o sabor tradicional das refeições que a população regional tem o hábito de consumir, mas com ingredientes diferentes. Não adianta partimos já para alternativas com diversos vegetais, se as crianças ao visualizarem um deles, que não gostam, não vão consumir o prato como todo”, justifica.

Para tal objetivo, a valorização da cultura e produção regional são aliados. “Utilizamos alimentos de nossos agricultores que no preparo sempre formarão as novidades das refeições. Por exemplo a feijoada, que na sua essência tem sabor das carnes defumadas, conseguimos na preparação trazer isto através dos legumes”, explica. “Através da cultura regional, fizemos a substituição do valor nutricional das carnes por outros similares, oportunizando assim uma refeição completa e com qualidade nutricional, sendo saborosas e também saudáveis.” A experiência, segundo o retorno obtido nas escolas, foi positiva. “Professores nos indicaram que a feijoada, por exemplo, foi bem aceita, sendo que os alunos até encontraram as novidades do prato, mas foram incentivados a saboreá-las e as aprovaram sem maiores problemas”, diz.

Relembre

A Cozinha e Padaria Central de Estrela, que funcionam em prédio no Bairro Oriental, receberam, em maio, novos utensílios para o setor. Foram investidos R$ 28,5 mil na aquisição de panelas, utensílios de cozinha em geral, também uma nova geladeira, freezer e forno combinado. Mantidas pela Secretaria de Educação, as duas frentes processam hoje cerca 685 quilos diários de alimentos na preparação de pães, bolos, pizzas e cucas caseiras, além de diversos pratos. Hoje são empregados na produção mais de 64 produtos como verduras, frutas, farinhas integrais, carnes, doces e massas coloniais, seguindo as orientações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Uma destas a utilização até 30% de produtos da agricultura familiar do município. Conta no total com 12 funcionários envolvendo todos os setores, da produção à entrega.

 

 

Texto: Rodrigo Angeli
Fotos: divulgação/Smed
Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Estrela