Solidariedade Social Estrela

Creas de Estrela completa um ano com cerca de 2 mil atendimentos

Creas funciona junto á Secretaria do Desenvolvimento Social, no centro da cidade

Serviço é prestado por meio de cofinanciamento entre o município e governo federal

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) é uma unidade pública da política de Assistência Social onde são atendidas famílias e pessoas que estão em situação de risco social ou tiveram seus direitos violados. Em Estrela a unidade, que funciona junto à Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth), completou um ano. Foi inaugurada oficialmente em 22 de agosto de 2018 e, até julho deste ano, contabiliza quase 2 mil atendimentos, com uma média de 160 por mês. 
Por meio do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi) foram 183 atendimentos (a famílias e individuais), além do acompanhamento a 34 adolescentes em medida socioeducativa. O Creas oferta atendimentos psicossociais, orientações sociojurídicas à população em risco social ou com seus direitos violados, apoio às famílias e no acesso à documentação pessoal. Dos atendimentos prestados neste primeiro ano de atividades, 38 foram feitos com grupos, além de 154 visitas técnicas domiciliares.
O titular da Sedesth, secretário José Itamar Alves, destaca, neste um ano de atividades do Creas, a qualidade na prestação dos serviços ofertados. Ele lembra que em 2014, com o encerramento das atividades da Appiá (Associação de Proteção e Promoção da Infância e Adolescência), o município iniciou atendimento especializado às famílias e pessoas em situação de risco social. A partir da parceria com o governo federal e uma equipe de profissionais qualificada, segundo ele, está sendo possível atender a demanda. “Como gestor, nosso objetivo é buscar constantemente a qualificação do atendimento à população que necessita dos serviços públicos, como os que são prestados pelo Creas”, enfatiza.
Para a promotora de Justiça Andréa Barros, Estrela ganhou muita qualidade na prestação de serviços às famílias e pessoas que estão em situação de risco social ou que tiveram seus direitos violados a partir da implantação do Creas. “O atendimento rápido e especializado ajuda a diminuir os danos e a solucionar os conflitos de forma mais célere. Também se percebeu melhora na execução das Medidas Socioeducativas em Meio Aberto, que são de responsabilidade do Creas, pois os adolescentes são encaminhados para atividades que se coadunam com o seu estágio de desenvolvimento físico e psíquico e permanecem, durante o período, com um acompanhamento mais próximo e atento da Rede de Proteção”, diz.
Texto: Paulo Ricardo Schneider
Assessoria de Imprensa Prefeitura de Estrela