Alimentação Educação

Crianças participam de ações de educação nutricional em escolas

Altura e peso são medidas importantes para avaliar a saúde. Em crianças, mais ainda. É por isso que a Prefeitura de Lajeado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), trabalha com ações especiais para monitorar o sobrepeso infantil de crianças de todas as 23 Escolas de Educação Infantil (EMEis) e de algumas Escolas de Ensino Fundamental (EMEFs) do município. Na tarde de quinta-feira, 22/08, foi a vez de medir e pesar as crianças da EMEI Pequeno Aprendiz, do bairro São Bento.

Durante todo o ano, a equipe nutricional da Sesa, composta pelas nutricionistas Adriana Ulsenheimer, Lise Bohn Mirandolli, Luana Maria Wollinger, Mariane Schmitt e Mileine Mussio Patussi, visitam escolas do município para realizar a antropometria, que consiste em medir o peso e a altura, para verificar o estado nutricional das crianças. Além disso, realizam ações de educação nutricional por meio de contações de histórias, teatros, jogos educativos e músicas.

Na quinta-feira, depois de medir e pesar as crianças, a nutricionista Luana em conjunto com as Residentes Multiprofissionais Saúde da Família, Paloma Saraiva e Letícia Petuco, conversaram com o grupo. Com ajuda de fantoches, falaram sobre alimentos saudáveis. Em uma brincadeira, as crianças foram vendadas para provarem frutas e adivinhar quais estavam comendo. A pequena Luana Franz Rohr, 4 anos, conta que come bastante fruta na escola. “Eu gosto de comer frutas e as minhas preferidas são manga e maçã. Eu adivinhei as frutas que os colegas estavam provando”, disse Luana.

A monitora Fabiana Klassmann Schmitz, 19 anos, ressaltou a importância do trabalho. “Acho muito importante realizar essas ações, pois é uma faixa etária que precisa de incentivo. As crianças têm muita resistência e essas atividades lúdicas são oportunidades de provarem alimentos saudáveis observando os outros colegas”, contou Fabiana.

Até agora, das 23 EMEIs do município, a equipe já concluiu os trabalhos de antropometria em 20 escolas. No total, serão atendidas mais de 1,9 mil crianças. De acordo com a nutricionista Luana, os diagnósticos são discutidos ao longo do ano em reuniões de equipe, e no final do ano, são compartilhadas tabelas com um resumo geral do estado nutricional das crianças. Segundo Luana, a partir disso, as nutricionistas da Rede de Atenção Básica criam e discutem estratégias para o atendimento nutricional já durante a gravidez com orientações ao aleitamento materno, primeiros alimentos e hábitos saudáveis para toda a família.

Os relatórios completos, onde constam as medidas e o diagnóstico de cada criança, são entregues para as escolas e para os pais ou responsáveis. Caso uma criança apresentar o diagnóstico de excesso de peso para a altura e idade, os responsáveis devem procurar atendimento na Unidade de Saúde de referência, onde serão acolhidos e receberão o acompanhamento nutricional ou da equipe da Estratégia Saúde da Família (ESF).

Em 2018, a Sesa identificou que 21% do total das crianças avaliadas estavam em Risco de Sobrepeso e 12% já com o diagnóstico de Sobrepeso e Obesidade. Conforme Luana, até o momento os dados de 2019 não mostram grandes alterações.

Essa é uma das 12 ações vinculadas ao Programa Saúde na Escola (PSE), promovido pelo Governo Federal, que busca promover saúde e educação integral dos estudantes da rede pública de ensino durante todo o ano. Além da educação nutricional, outras atividades são desenvolvidas em escolas da rede municipal e também estadual, pelas equipes das ESFs ou dos profissionais da Residência Multiprofissional Saúde da Família, como ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, a prevenção ao uso de álcool e drogas, promoção da cultura de paz, práticas corporais, avaliação de saúde bucal, verificação da situação vacinal, saúde ocular e auditiva.

A próxima escola a receber a antropometria é a EMEI Espaço Criança, no dia 29/08.

 

 

 

Texto e fotos Pietra Darde
Assessoria de Imprensa de Lajeado