Saúde Cruzeiro do Sul

Cruzeiro passará por Censo Vacinal de Febre Amarela

Processo será feito em todos os municípios com área rural.

Desde 2017, o Brasil passa pelo maior surto de febre amarela de sua história recente. No período sazonal 2017/2018, foram confirmados 1.376 casos da doença, com 483 óbitos. Em 2019, até 19 de maio – semana epidemiológica nº 20 – foram confirmados 81 casos, com 14 óbitos, sendo um deles registrados no estado de Santa Catarina.

Diante deste cenário, várias medidas estão sendo adotadas pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul, como o reforço das ações de vigilância de epizootias e de vigilância epidemiológica.

Frente ao exposto, serão avaliadas as coberturas vacinais, através de um censo vacinal de febre amarela em todos os municípios do Estado que tenham área rural. A realização deste censo considera a necessidade de antecipação ao período sazonal da febre amarela, o maior risco da ocorrência de casos de febre amarela humana nas áreas rurais e a realização da estratégia de vacinação.

Para a realização deste trabalho no município de Cruzeiro do Sul as equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) 1 e 2 estão com suas agentes comunitárias de saúde realizando o Censo, além de uma agente comunitária da Unidade Básica de Saúde (UBS) central, que atende a Linha Primavera. Esta ação iniciou neste mês e seguirá até julho. Durante o Censo é avaliada a condição vacinal de todas as pessoas que residem nos domicílios rurais.

Para que o trabalho possa ser realizado, a Secretaria Municipal da Saúde solicita que a população rural forneça a sua carteira de vacinas para a conferência da agente. Mesmo as pessoas que não se encontram em casa no momento da visita, que deixem o cartão de vacinas com algum familiar para que a agente possa fazer a conferência. É solicitada a colaboração de todos para que este trabalho seja realizado.

 

Assessoria de Imprensa de Cruzeiro do Sul