Saúde RSS Teutônia

Cuidadores recebem orientações do Hospital Ouro Branco

 Encontro de Cuidadores, organizado pelo Grupo de Trabalho Humanizado do HOB, destacou regras de convívio entre profissionais da área de saúde e cuidadores contratados pelas famílias (Foto: Divulgação)
Encontro de Cuidadores, organizado pelo Grupo de Trabalho Humanizado do HOB, destacou regras de convívio entre profissionais da área de saúde e cuidadores contratados pelas famílias (Foto: Divulgação)

A Política Nacional de Humanização (PNH) existe desde 2003 e busca colocar em prática, de forma efetiva, os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) no cotidiano dos serviços de saúde, qualificando as práticas de atenção e gestão e incentivando trocas solidárias entre gestores, trabalhadores e usuários.

Inserido nesse contexto, o Hospital Ouro Branco (HOB), de Teutônia, orientou a atuação de cuidadores nas dependências da casa de saúde. O 1º Encontro de Cuidadores do HOB foi organizado pelo Grupo de Trabalho Humanizado (GTH) da instituição no final do mês de março. “O cuidador pode ser definido como aquele que cuida de pessoas com dependência, desenvolvendo ações que promovam a melhoria de sua qualidade de vida. Nesse sentido, várias pessoas que hoje atuam como cuidadores dentro do hospital foram convidadas a participar do evento, conhecendo rotinas, dados e normas do HOB”, explica a coordenadora do GTH e assistente da direção do HOB, Elke E. O. Staggemeier.

No encontro foram apresentadas e destacadas regras de convívio para uma boa relação entre os profissionais da área de saúde que trabalham no hospital e os cuidadores remunerados contratados pelas famílias e que atuam dentro da instituição. A orientação partiu da direção do HOB, com o envolvimento das coordenações dos serviços de Enfermagem, Recepção e Internação. Os cuidadores presentes ao evento ainda preencheram ficha cadastral, mesmo procedimento a ser adotado por todas as pessoas que atuarem como cuidadoras dentro do HOB a partir deste mês de abril. “Foi um momento muito importante, conhecemos um pouco mais os cuidadores que atuam dentro do HOB, além de informar a esses o quão importante é conhecer as rotinas e regras do nosso hospital. Muitas famílias contratam pessoas para cuidar de seus familiares, e essas precisam saber o que pode ou não fazer dentro do hospital, recebendo as devidas orientações sobre regras e normas e conhecendo melhor o local onde passam boa parte do seu tempo”, avalia Elke, exemplificando que acompanhante e familiar são diferentes de cuidador, “que é uma pessoa contratada pelo paciente para lhe auxiliar durante a estada no hospital”.

Texto: Ascom HOB