Artigos - Desenvolvimento Rural

Cuidados higiênicos com os alimentos em tempos de Coronavírus – por Tatiane Turatti

Tatiane Turatti (Foto: Arquivo Pessoal)

A primeira pergunta que deve ter vindo a sua mente é: O Covid-19 ou Cornonavírus pode ser transmitido por alimentos? A Autoridade Europeia de Segurança dos Alimentos (European Food Safety Authority–EFSA), avaliou esse risco em outras epidemias causadas por vírus da mesma família e concluiu que não houve transmissão por alimentos.

Mas então porquê um artigo sobre cuidados higiênicos com os alimentos em tempos de coronavírus?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a OMS, o coronavírus  precisa de um hospedeiro – animal ou humano – para se multiplicar. Isso quer dizer que a transmissão tem ocorrido de pessoa a pessoa, pelo contato próximo com um indivíduo infectado ou por contágio indireto como  é o caso de contato com objetos contaminados, por meio de superfícies e, principalmente pela tosse e espirro de pessoas infectadas.

É aí que entram os cuidados higiênicos com os alimentos. O fato é que o vírus pode persistir por horas ou vários dias, a depender da superfície, da temperatura e da umidade do ambiente. E quando se fala em preparo de alimentos a de se considerar a manipulação por muitas pessoas e o contato com diferentes superfícies, seja pia, travessas, fruteira, bancada do supermercado ou feira, deixando os alimentos muito expostos.

Assim sendo, uma das estratégias mais importantes para proteger os alimentos da exposição ao coronavírus é redobrar os cuidados básicos com a higiene e desinfecção. Os cuidados básicos na manipulação de alimentos desde o momento da compra, transporte, higiene e elaboração previnem, aliás, uma série de outras doenças de origem alimentar, as chamadas (DTA).

Para evitar o contágio do COVID 19, assim como de outros microorganismos através da manipulação de alimentos você deve:

  • Higienizar todos os produtos que poderão ser consumidos crus ou ter contato com alimentos que serão consumidos crus (frutas, verduras e legumes) assim que chegar em casa antes de guardá-los na geladeira, fruteira ou despensa. Leia-se por higienização (Deixar de molho em água em solução clorada (mistura de 1 colher das de sopa de água sanitária própria para alimentos e 1 litro de água potável por 15 minutos, seguido de enxágue em água corrente).
  • Antes de colocar os insumos (pacotes de arroz, feijão, etc.) nos armários ou despensas, lave as embalagens com água e sabão e/ou borrife álcool 70%.
  • Não comprar legumes e frutas já porcionados para comer cru, pois foram manipulados (não temos certeza se foi da forma adequada) e não é possível desinfetá-los em solução clorada.
  • O responsável pelas refeições da casa deve ser, preferencialmente, alguém que não tenha sintomas da doença.
  • O responsável pelas refeições da casa não deve conversar, espirrae, tossir, cantar ou assoviar em cima dos alimentos, superfícies ou utensílios. A recomendação vale para o momento do preparo e na hora de servir.
  • Higienizar com água e sabão e solução clorada: Geladeira, pia, microondas, bancadas, tabuleiros de corte, assim como todos os utensílios de cozinha.
  • Cozinhar bem os alimentos, uma vez que o coronavírus é sensível ao calor. Esse grupo de vírus é sensível às temperaturas normalmente utilizadas para cozimento dos alimentos (em torno de 70ºC).

Proteja-se e proteja sua família, respeite as orientações dos órgãos competentes e mantenha a calma. Saúde em primeiro lugar!

 

Tatiane Turatti: Extensionista Social – Nutricionista
Escritório Municipal da Emater/RS – ASCAR Encantado