RSS Estrela Geral

Defesa Civil monitora áreas de risco visando à prevenção

Periodicamente é feita a conferência das réguas que medem o nível do Rio Taquari (Foto: Divulgação)
Periodicamente é feita a conferência das réguas que medem o nível do Rio Taquari (Foto: Divulgação)

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Estrela realizou, na última semana, trabalho de campo de monitoramento do nível do Rio Taquari e atualização de dados referentes às áreas de risco. “É um trabalho contínuo, onde buscamos observar o terreno, de maneira que possamos desenvolver projetos e ações com o intuito de prevenir e minimizar os efeitos de possíveis desastres”, explica o coordenador do órgão, Carlos Alessandro Bremm.

Junto ao porto, por exemplo, é feita periodicamente a conferência da régua manual com a eletrônica, instalada pela Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), do Serviço Geológico do Brasil. Trata-se de um sistema on-line, que possibilita conferir em tempo real o nível do Rio Taquari. A conferência das réguas, conforme Bremm, é para evitar que haja disparidade entre os números, evitando o risco de previsões erradas quando da ocorrência de enchentes, por exemplo.

Junto às Áreas de Preservação Permanente (APPs) a Defesa Civil também realiza fiscalizações periódicas. Uma das finalidades é evitar a ocupação destes espaços. O coordenador da Defesa Civil lembra que nos últimos anos 13 famílias foram retiradas das imediações do Estádio Aloísio Valentim Schwertner. É uma área de preservação e de alto risco, pois localiza-se na cota 18, sendo completamente alagável em época de cheias.

Texto: Ascom Estrela