RS RSS Destaques Geral

Demandas apontadas em relatório da Subcomissão de Energia Elétrica serão avaliadas por empresas

O levantamento é resultado de audiências em Sobradinho, Encantado e Camaquã (Foto: Rafaela Redin)
O levantamento é resultado de audiências em Sobradinho, Encantado e Camaquã (Foto: Rafaela Redin)

A Subcomissão de Energia Elétrica no Meio Rural, da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Gaúcha, presidida pelo deputado Adolfo Brito (PP), entregou, na manhã desta quinta-feira (16), o relatório final de trabalhos.

Conforme Brito, foi apresentado o levantamento feito em audiências públicas e reuniões realizadas em Sobradinho, Encantado e Camaquã, contendo demandas dos moradores da zona rural. Os dados serão anexados ao projeto “Energia – A Qualidade que o Brasil Precisa”, que prevê um mutirão de esforços dos governos federal e estadual, de produtores e de distribuidores para reconstrução de redes atuais já ultrapassadas, construção de novas monofásicas, bi e também trifásicas.

Estiveram presentes representantes do Ministério Público do RS, da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do RS (AGERGS) e das empresas distribuidoras de energia RGE e CEEE. A AES Sul não pode comparecer, mas cópia do relatório também deverá ser entregue aos dirigentes da instituição.

Na oportunidade, o deputado Adolfo Brito salientou o importante trabalho feito pela Subcomissão na busca de informações que pudessem retratar as dificuldades enfrentadas pelos produtores rurais diariamente.

“Podemos citar dezenas de problemas, desde a oscilação da energia, que compromete o armazenamento do leite e a produção do fumo de estufa, à má conservação das redes e a total falta de comunicação das empresas distribuidoras”, disse o parlamentar, que esteve em Brasília nesta semana dando continuidade ao encaminhamento do projeto de energia.

Dando voz às instituições fiscalizadoras o Promotor da Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais do MPRS, Júlio César de Melo, e o chefe de gabinete da presidência da AGERGS, Jorge Jardim, agradeceram ao empenho da Comissão de Agricultura e da Assembleia Legislativa ao abrirem espaço para as manifestações da população e informaram que as demandas serão examinadas a fim de se verificar a necessidade da adoção de ações mais específicas no apoio ao meio rural.

Texto: Ascom AL