RS RSS Eventos Destaques Imigrante

Desfile temático homenageou o povo imigrantense

Desfile temático que envolveu as comunidades, escolas, entidades e municípios mãe e município filho.(Foto: Cris Thomé/Divulgação)

Como parte das comemorações do aniversário de 30 anos do município de Imigrante, foi realizado um desfile temático que envolveu as comunidades, escolas, entidades e municípios mãe e município filho.

O desfile iniciou com as atuais soberanas, em uma carroça puxada por bois, seguidas das cortes que a antecederam. Elas representam a beleza, a cultura, e a força do povo imigrantense, ao longo destes 30 anos de emancipação.

O carro alemão, foi composto pela comunidade Martin Luther e alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Ernesto Alves. As crianças trouxeram brinquedos antigos, como forma de despertar o senso crítico em relação às tecnologias atuais. No carro, haviam músicos, e também havia alemães assando tripa grossa recheada e as mulheres estava confeitando doces, que foram distribuídos ao público.

A comunidade de Linha Ernesto Alves relembrou o lazer de antigamente, quando não haviam aparelhos eletrônicos, e as pessoas se divertiam em festas, bailes, se encontravam nas casas e praças para conversar.

O carro italiano foi caracterizado pela comunidade de Boa Vista 37 e demonstrou a simpatia, espontaneidade e religiosidade do povo italiano. Trouxe a culinária típica, com queijos, salame, uva e vinho, jogos e a música.

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais representou as conquistas sindicais dos agricultores e a Secretaria Municipal da Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico trouxeram os objetos antigos, utilizados para o cultivo do campo.

Desde 1991, a Emater-RS/Ascar de Imigrante trabalha com orientações para a utilização e cultivo de plantas medicinais para chás, pomadas, cataplasmas, repelentes, entre outros. Por isso, a comunidade de Linha Castro Alves resgatou essa cultura, deixada pelos antepassados. Durante o trajeto do desfile, distribuíram mudas de chás.

A EMEI Ciranda de Sonhos, Pequeno Mundo, e EMEF Santo Antônio trouxeram elementos para representar as indústrias locais, como metalúrgicas, confecções, atelier de calçados, esquadrias e móveis, luminárias, cosméticos, produtos de limpeza, cutelaria, entre outros.

A Escola Estadual de Ensino Médio 25 de Maio representou os principais pontos turísticos de Imigrante, o Cactário Horst, o Convento Franciscano São Boaventura, Cascata das Orquídeas, e lembrou também da Agência Imitur pelo trabalho voltado ao turismo receptivo.

Os atores da Paixão de Cristo simbolizou a Sagrada Família, como alicerce e religiosidade, bem como os apóstolos como momento de partilha. O grupo distribuiu pães bentos ao público. O grupo também fez menção ao maior espetáculo do município, encenado em frente ao Convento Franciscano.

Os alunos da EMEF Arco-Íris reproduziu as atividades da Associação Cultural, que oferece aulas de música, dança alemã, patinação, teatro, entre outros, com o apoio da municipalidade, como forma de incentivar crianças, jovens e adultos a aderirem às artes que auxiliam no aprendizado e na saúde mental. O carro do Grupo de Danças Sonnenlicht distribuiu chopp para o público.

Em seguida, o carro dos músicos retratou umas das fortes culturas do município que é a música, repassada por gerações. Hoje há em Imigrante um grande número de músicos, também em razão do fomento que a prática recebe.

Na parte esportiva, a Associação de Bolão de Imigrante, o Esporte Clube Riograndense, o Esporte Clube Arroio da Seca, desfilaram representando os esportistas e suas conquistas.

Os Amigos dos Anjos de Quatro Patas de Imigrante desfilaram com cães, simbolizando a luta pela proteção animal e o trabalho realizado para o controle de natalidade, por meio de castrações, e o auxílio aos animais em situação de abandono ou vulnerabilidade.

Os municípios mãe, Estrela e Garibaldi, simbolizaram as culturas da qual Imigrante foi formado. Ambos trouxeram grupos de danças típicas, as soberanas, o Chopp e o vinho, e Garibaldi ainda disponibilizou o Tim-Tim, veículo de passeio turístico. O município filho de Westfália homenageou o aniversário de Imigrante, e trouxe o grupo de danças alemãs, com sapato de pau, sendo puxado por um trator dirigido pelo prefeito Otávio Landmeier.

Finalizando o desfile, os membros dos Piquetes Raça Campeira e Bate Casco desfilaram cavalgando, trazendo o cavalo como um símbolo da luta que os imigrantes tiveram para desbravar suas terras.

Márcia Andrade foi uma das organizadoras do desfile. Segundo ela, o desfile temático foi maravilhoso e superou as expectativas, pois todos deram o melhor de si.” As pessoas vieram com o coração cheio de alegria para participar, estavam realmente entusiasmados.Quem fez o desfile foram aqueles que desfilaram, os carros ajudaram muito também, mas o entusiasmo das pessoas foi impressionante”, relata ela.

Texto: Ascom Imigrante