Artigos - Geral

“Dia do Psicólogo” – por Carolina Sofia

Carolina Sofia (Foto: Divulgação)
Carolina Sofia (Foto: Divulgação)

Dia 27 de agosto é uma data especial para a psicologia, pois é a data de comemoração do dia do psicólogo e período que se comemoram os 55 anos de psicologia no Brasil.  Comparado às demais profissões, a psicologia ocupa um papel bem recente na história do nosso país. E teve crescimento e expansão especial após a queda da ditadura militar, quando o país passou a expressar com mais força suas vontades e desejos e a psicologia passou a sair dos consultórios e estar mais próxima a comunidade.

Para esta data especial gostaria de adentrar um pouco nessa história. A psicologia surgiu como ciência nos laboratórios de estudo comportamental na Alemanha no ano de 1879. Através desses estudos passou-se a aprofundar como ciência, tendo grande crescimento com a teoria psicanalítica de Sigmund Freud e os estudos do inconsciente. Após mais linhas como a psicologia da gestalt, transpessoal, cognitiva, sistêmica, social e outras foram tomando forma. Há várias vertentes e linhas de estudo e atuação da psicologia, com abordagens distintas, mas todas com o foco especial em auxiliar os seres humanos a viverem melhor e estarem mais completos e conhecerem melhor suas vidas. As linhas norteiam e dão base ao trabalho que cada psicólogo faz apresentando o enfoque principal que este segue como profissional.

Além das linhas a psicologia também criou e está criando novos espaços de atuação como saúde pública, escolas, centros de formação de condutores, psicologia jurídica, consultórios, clínicas de reabilitação, empresas, locais de esporte, hospitais, prefeituras, presídios, casas de idosos, Apaes, ong´s, e outros. Onde está presente o psicólogo desempenha seu papel fundamental de zelar pela vida e sua qualidade, promovendo saúde e buscando atentar as demandas da sociedade sempre permeado pelo rigor ético.

Todo profissional da psicologia se compromete com um código de ética que norteia sua profissão e o auxilia com os deveres a cumprir, enquanto atua em seu trabalho. Todo o profissional também deve ter um registro no seu conselho profissional que garante seus estudos e preparação para atuar no que faz. Assim a psicologia se faz mais do que uma profissão, mas é um compromisso que se assume em atender as pessoas e buscar realizá-lo da melhor forma possível.

Cada psicólogo deve carregar consigo o amor por trabalhar com pessoas, independente de onde atuar, ou a linha que seguir. Fazer psicologia é acima de tudo saber ouvir, buscar compreender as pessoas e fazer com que as pessoas entendam e conheçam a si, é um fazer constante que exige muito respeito pelo outro, que implica empatia e acima de tudo compreensão com clareza.

Parabéns a todos os psicólogos pelo seu dia!

Boa semana!

Carol Sofia é Psicóloga e Especialista em Gestão e Docência de Ensino Superior.