RS Educação RSS Estrela

Dinâmica de integração marca fim de ano das Cooperativas Escolares

Ao todo mais de 170 pessoas participaram da integração (Fotos: Divulgação)

O Distrito da Delfina, no interior de Estrela, foi sede, ao longo de toda a última sexta-feira (7), do Evento de Integração das 20 Cooperativas Escolares da Região Sicredi Ouro Branco RS. Além das anfitriãs estrelenses, onde o programa que visa a formação de jovens líderes e empreendedores e a criação de grupos cooperativistas juvenis é executado há dois anos, a atividade reuniu as representantes de Teutônia, que há três anos realiza os trabalhos, e de Montenegro, que teve seu ano de estreia. Ao todo foram convidadas 20 cooperativas dos três municípios. Mais de 150 alunos, 170 pessoas no geral, participaram da programação.

Depois de uma recepção nas dependências da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Pedro Jorge Schmidt, os alunos participaram de um café coletivo colaborativo, que foi seguido da abertura oficial. Agrupados não por suas tradicionais cooperativas, mas sim por grupos formados a partir dos 13 ramos cooperativistas, os estudantes realizaram uma reflexão quanto as contribuições do programa e os temas trabalhados nas oficinas, e a partir disto apresentaram aos demais a conclusão através de esquetes que exemplificaram este papel colaborativo no cotidiano de todos. Ao meio-dia foi servido almoço, e à tarde os jovens prestigiaram a apresentação do cantor, compositor e sociólogo Giovanni Mattiello. Em uma palestra onde cada temática era seguida de uma música de rock nacional dos anos 1980, Mattiello promoveu um resgate cultural e uma visão sociológica sobre conceitos como consumo, mídia, valores humanos, comportamento, sociedade e espiritualidade. “Vivemos atordoados pelo caos do barulho e da superficialidade, numa sociedade que prioriza o periférico e o superficial. Há um permanente vazio nas relações sociais. As exigências diárias impõem uma rotina onde poucos reservamos momentos de reflexão e de cuidados com o nosso ser”, justificou ele a todos.

Em Estrela, a cooperação entre a Sicredi Ouro Branco e o governo local, através da Secretaria Municipal da Educação, movimenta atualmente oito cooperativas, cinco remanescentes da temporada passada e outras três novas. Participaram em 2017 e seguem este ano as unidades das Escolas de Ensino Fundamental (Emefs) Pedro Jorge Schmidt, Cônego Sereno Hugo Wolkmer e Arnaldo José Diel; e as privadas dos colégios Martin Luther e Santo Antônio. Passaram também a participar os alunos das escolas municipais Pinheiros, Leo Joas e José Bonifácio.

Saiba Mais:

A iniciativa visa a criação de associações de estudantes. Estas têm finalidade educativa, nas quais alunos são incentivados a desenvolver atividades econômicas, sociais e culturais em benefício dos jovens associados. Também trabalham a formação de futuros líderes, gestores, empreendedores e cidadãos. Através destas organizações os estudantes vivenciam princípios do cooperativismo, participam do desenvolvimento de projetos, oficinas e trabalham disciplinas como gestão, educação financeira, cooperativismo e outras. A adesão das escolas é voluntária e as cooperativas devem ser formadas somente por alunos. Estes terão suporte pedagógico para a implantação e desenvolvimento do programa e um professor-orientador.

Texto: Ascom Estrela