RS RSS Destaques Geral

Em 2016, gaúchos diminuem lazer e compras

29072016_Crise_PrefNovaBrasilandiaMT
Quando perguntados sobre a maior preocupação neste ano de 2016, 40% respondeu que a maior preocupação é não conseguir poupar (Imagem: Divulgação)

Em recente pesquisa realizada pela Associação Gaúcha para o Desenvolvimento do Varejo (AGV), sobre economia familiar, 88,2% dos entrevistados afirmaram que diminuíram suas despesas em 2016, por causa da crise que o Brasil vive.

Para 66,7% dos participantes, o aumento das contas básicas os “impediu” de fazer algo que gostava. Para conseguir equilibrar as contas no final do mês, 87,5% dos gaúchos afirmaram que reduziram o lazer (idas ao cinema, restaurantes, viagens, shows, teatro), 37,5% diminuiu as compras no supermercado e 34,4% a telefonia móvel. Também foram apontados na lista de redução de despesas: rancho, luz, transporte e TV a cabo.

Apesar de 88,9% dos participantes afirmarem que eles e suas famílias estão mais educados financeiramente, 47,1% afirma que adquiriu dívidas em 2016, com bancos e/ou financiamentos, 35,3% com cartão de crédito e 17,6% com cartão de lojas.

Sobre as compras em datas comemorativas (Dia das Mães, Pais, Namorados, Crianças, Páscoa, Natal, etc), 72,2% garantem que compram menos do que em 2015. Quando o assunto é Black Friday, 50% dos entrevistados destacam que não compram, pois os preços não valem a pena. Já, 31,3% ressalta que compra de vez em quando, pois não é sempre que tem bons produtos em promoção.

Quando perguntados sobre a maior preocupação neste ano de 2016, 40% respondeu que a maior preocupação é não conseguir poupar. Para 25,7% a apreensão está em ficar desempregada, 20% em não conseguir pagar as contas.

Texto: Ascom AGV