Região Educação RSS Destaques

Em evento memorável dez escritores tornam-se imortais

Posse: dez escritores foram empossados acadêmicos da Alivat (Foto: Divulgação)
Posse: dez escritores foram empossados acadêmicos da Alivat (Foto: Divulgação)

Em um evento de muita emoção, a Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat) realizou na terça-feira (25), solenidade de posse de dez escritores como acadêmicos. O evento foi comemorativo ao 25 de julho, Dia do Escritor. O local foi o Teatro do Colégio Evangelico Alberto Torres (Ceat) de Lajeado/RS.

A partir de agora, das 40 cadeiras da Academia, 35 estão ocupadas. Os mais novos imortais do Vale do Taquari, com seus respetivos patronos são:

30- João Manoel Moraes da Silva – Roca Sales
– Genuíno Antônio Ferri (Gino Ferri)

31– Beatris Francisca Chemin – Sério/Lajeado
– Albano José Mallmann

32– Dirce Becker Delwing – Lajeado
– Darcy Nivaldo Schmidt

33– Alexander Perandin Moreira – Estrela
– Walmor Bergesch

34– Silvana Rossetti Faleiro – Progresso/Lajeado
– Adroaldo Mesquita da Costa

35 – Roque Danilo Bersch – Arroio do Meio
– Arnaldo Bruxel

36 – Marcos Rogério Kreutz – Lajeado
– Rudolfo Maria Rath

37– Lucildo Ahlert – Westfália/Lajeado
– Arno Sommer

39– Marcos Bastiani – Muçum
– Nilo de Miranda Ruschel

40 – Wanderlei Thewes (Xumby) – Arroio do Meio
– José Helmuth Körbes

Evento foi comemorativo ao 25 de julho, Dia do Escritor (Foto: Divulgação)
Evento foi comemorativo ao 25 de julho, Dia do Escritor (Foto: Divulgação)

Todo processo de admissão seguiu os procedimentos estabelecidos em Estatuto da entidade, inclusive com o juramento que foi lido pelo decano dos novos acadêmicos, Roque Danilo Bersch. O filho do patrono Gino Ferri, o arquiteto Cláudio Ferri, se pronunciou em nome dos entronados como patronos. Ele expressou os sentimentos de emoção pelos escritores que foram imortalizados pela Academia.

A escritora Beatriz Chemin discursou em nome dos acadêmicos empossados. Ela destacou a responsabilidade que é fazer parte da Alivat. “Para nós é um grande desafio”, disse Beatriz, que agradeceu a honra de ter sido escolhida para ocupar uma das cadeiras da entidade máxima da literatura do Vale do Taquari.

O secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Carlos Reckziegel, representou o prefeito de Lajeado Marcelo Caumo. Em seu pronunciamento destacou a importância do trabalho da Alivat. “É uma entidade séria e cumpre um importante papel para a cultura e a literatura”. Ele citou projetos importantes que a Academia vem realizando como o Concurso Literário e a participação na Feira do Livro de Lajeado.

O reitor da Univates Ney José Lazzari, disse que no mundo globalizado é preciso criar espaços onde as pessoas se sintam engajadas e participem da construção de sua realidade onde vivem. “A Academia Literária tem este papel de interferir nas pessoas e criarem consciência sobre o meio em que vivem”.

Lazzari destacou que a Alivat tem a capacidade de ajudar a construir a identidade do Vale do Taquari. “A literatura aproxima as pessoas através do conhecimento e a Academia sabe fazer isto muito bem”, afirmou.

O presidente da Alivat, Deolí Gräff destacou que o ingresso de dez acadêmicos faz com o Vale do Taquari tenha mais escritores imortais. “É uma honra pertencer a Academia e poder contribuir para o desenvolvimento cultural na região”. Ele agradeceu ao Colégio Evangélico Alberto Torres pela cedência do Teatro e a todos que colaboraram com o brilho e a grandeza da solenidade.

Texto: Ascom Alivat