Rural - Agricultura Cruzeiro do Sul

Em novembro tem a segunda etapa da vacinação contra a Febre Aftosa

Vacinação contra febre aftosa

Inicia nesta sexta-feira dia 1º de novembro a segunda etapa da campanha de vacinação contra a Febre Aftosa, que se estenderá até o dia 30 de novembro. Nesta fase, conforme o Posto de Inspetoria Veterinária e Zootécnica (IVZ) de Cruzeiro do Sul, devem ser imunizados bovinos e bubalinos na faixa etária de zero a 24 meses, o que contabiliza cerca de 4,6 mil animais, em Cruzeiro. “Os pecuaristas gaúchos já deram forte demonstração de responsabilidade e preocupação com a sanidade de seus rebanhos na primeira etapa da vacinação, e agora precisamos manter a mobilização”, afirma o secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), Covatti Filho.

Este ano, a vacina teve alterações na formulação, com redução na dosagem de aplicação, de 5 para 2 ml – e passou a ser bivalente, permanecendo a proteção contra os vírus tipo A e O (removido tipo C) e as apresentações comercializadas são de 15 doses por frasco. A composição do produto também foi modificada com o intuito de diminuir os nódulos. Atualmente, o Rio Grande do Sul, que é considerado zona livre de aftosa com vacinação, busca evoluir seu status sanitário. Em setembro, o Estado passou por auditoria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para a retirada da vacinação.

Para comprovar a vacinação dos bovinos, o produtor precisa apresentar a nota da compra da vacina junto ao posto veterinário do município, na Prefeitura. Podem ser incluídos até três produtores na mesma nota, desde que a soma de animais não ultrapasse o número de doses do frasco. Duvidas também podem ser sanadas junto ao departamento.

 

Assessoria de Imprensa de Cruzeiro do Sul