Artigos - Saúde e Bem-estar

“Emagrecimento e comprometimento” – por Eliana Giacobbo

Eliana Giacobbo (Foto: Divulgação)
Eliana Giacobbo (Foto: Divulgação)

O nosso corpo fala. Nosso corpo diz muito sobre nós e como nós vivemos. Quando estamos com o peso que nos incomoda ou com um peso que não está confortável podemos buscar alternativas para encontrar o equilíbrio, é o que leva muitas pessoas procurar por dietas, nutricionistas, psicólogos e outros profissionais, medicamentos, shakes, entre muitas outras opções. E então a pergunta: O quanto eu estou comprometido comigo mesmo ou com o processo? Qual é o meu papel neste processo? Será que eu preciso fazer algo? Preciso pensar? Toda e qualquer mudança, para que ela ocorra, é necessário empenho, e se eu realmente quero eu preciso me COMPROMETER. “Eu quero”, quanto eu quero? Até que ponto eu quero? Quanto estou disposto a dedicar ou investir tempo para que eu atinja o meu objetivo?

O comprometimento é um dos fatores mais importantes para um resultado positivo em um processo de emagrecimento. É importante saber que é necessário investir um tempo para planejamento, organização, manter o foco, pois no início de cada processo precisamos focar e direcionar energia para que nossa mudança seja eficaz. Se nós deixarmos nossa vida ligada no piloto automático gastamos menos energia, porém não evoluímos e não mudamos. Precisamos pensar para mudar nossos hábitos e pensar dá trabalho.

Se “não temos tempo” para pensar também não vamos iniciar um processo de mudança, pois já sabemos antes de começar que não teremos a resposta que queremos. Se continuo fazendo as coisas do mesmo jeito, como quero que elas finalizem? O tempo é igual para todos, mas o que é feito com ele cada ser humano decide, pois todos nós temos prioridades e cada indivíduo deve saber qual a sua neste momento ou pelo menos deveria ser assim.

Se agora quero emagrecer vou investir tempo para isso até que eu chegue lá, e depois vou voltar a fazer a pós-graduação e depois vou fazer o curso de inglês e depois vou mudar de emprego, ou seja lá o que for, mas querer fazer tudo ao mesmo tempo não há a menor possibilidade de focar no que é prioridade e isso vale para o processo de emagrecimento também. Qual o nível de comprometimento com o meu emagrecimento? O quanto eu estou desejando ser magro? Qual a minha vontade de ser magro e saudável hoje? Quais as bengalas que eu uso para “fugir” do meu comprometimento? Elas são realmente significantes?

As respostas mais verdadeiras estão dentro de cada um de nós e só podemos obtê-las no momento que pararmos e investirmos um pouco de tempo para ouvir a nós mesmos. Que tal iniciar agora?

Boa semana!!!

Eliana Giacobbo – Nutricionista Coach de Emagrecimento