Educação RSS Lajeado

Emater oferece programa de Cidadania e Inclusão Social à APAE

A Emater esteve na APAE para instalar e ensinar os alunos a manusearem uma composteira (Foto: Renata Leal)
A Emater esteve na APAE para instalar e ensinar os alunos a manusearem uma composteira (Foto: Renata Leal)

Por um mundo melhor e mais consciente, desde o ano passado a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) tem buscado realizar atividades de economia e cuidado com o ambiente. Em 2015 o Projeto “APAE rumando consciente aos 50 anos” teve início motivando ações internas com profissionais e alunos, buscando reduzir copos plásticos, reutilizar folhas de rascunho para impressão, racionar água e economizar luz e materiais.

Para somar com esse projeto a Emater de Lajeado procurou a entidade e iniciou o Projeto “Cidadania e Inclusão Social na APAE”. A proposta teve início com a criação de uma horta suspensa com chás e temperos. Esse ano a implementação da composteira veio como forma de doação para ser manuseada pelos alunos e utilizada pelos profissionais.

Conforme a coordenadora pedagógica Tamara Dresch a parceria da Emater agregou ao projeto já existente. “Uma instituição com profissionais da área somou muito a tudo o que queremos para nosso mundo. Eles explicam o funcionamento técnico e prático e vindo à APAE podemos disponibilizar as atividades e vivências a todos os alunos desde a educação infantil até as turmas de adultos dos grupos de convivência”, diz.

A extensionista rural social da Emater Andreza Girelli conta que esse trabalho de sustentabilidade está sendo realizado apenas na APAE. Segundo ela, a participação das crianças é fundamental e sempre pensam em uma atividade educativa, que também trabalhe outros fatores como, por exemplo, o movimento, a motricidade fina, o reconhecimento de plantas, de texturas, entre outros. “Queremos que saibam mais sobre o meio ambiente, o cuidado com a natureza e a sustentabilidade. Esperamos que com essas pequenas ações, as crianças possam sensibilizar os adultos que estão manuseando com maior frequência esses resíduos para descartar de forma correta”, diz.

Para a técnica é gratificante realizar este trabalhando na APAE de Lajeado “Estamos felizes demais. É emocionante e sempre que vou embora, saio realizada”, confessa Andreza.

Composteira na APAE

Na composteira instalada esse ano com o auxilio dos alunos, estão sendo dispostos os resíduos da cozinha (cascas de frutas, legumes) e foram colocadas minhocas para fazer o humus que é um composto para utilizar em vasos das plantas de chás e flores. “A composteira será sustentável. As cascas serão transformadas em adubo, alimentarão plantas que depois vão para a cozinha de novo e essa é a ideia, utilizar o máximo possível as coisas. Na composteira os alunos auxiliaram muito, sem medo algum de pegar as minhocas”, diz. A APAE agradece a doação das minhocas feitas pelo empresário Martim Eckardt.
 
Semana do Meio Ambiente

Para comemorar a Semana do Meio Ambiente, Andreza esteve na APAE Lajeado realizando uma atividade com os alunos das turmas de Ciclo I e Ciclo II sobre a importância da separação do lixo. A profissional explicou para as crianças as diferenças de resíduos e o local correto para o descarte de cada um. “A separação é algo cotidiano, mas que sempre gera muitas dúvidas sobre onde colocar e o que fazer com o lixo. É importante sempre continuar trabalhando este tema que é o mais básico”, diz.

A profissional ficou satisfeita com a alegria e motivação das crianças ao desenvolverem a simples ação de descartarem o resíduo na lixeira correta.

Mães inseridas no Projeto

As mães de usuários atendidos pela APAE também foram contempladas com aprendizados sobre o ambiente. Geralmente ficam algumas horas aguardando os atendimentos clínicos dos filhos na sala de espera da entidade, e, para oferecer conhecimento sobre a composteira, a Emater esteve na entidade para uma dica importante.

Elas aprenderam a construir uma composteira doméstica com apenas três baldes. Além de estarem dispondo os resíduos da forma correta, ao invés de colocarem fora, ficarão na casa da pessoa como um excelente adubo para colocar na horta, flores, ou outro local. “Se for feito com minhocas o procedimento é mais rápido e fica um composto de boa qualidade. Mas também é possível fazer sem as minhocas”, conta Andreza.

Texto: Ascom Apae Lajeado